Marcelo Arar quer que hospitais informem sobre doenças crônicas de recém-nascidos

Agência Trabalhista de Notícias 9/10/2019, 10:07


Imagem Crédito: Divulgação/CMRJ

Em busca de dar mais informações e orientações para os pais no momento do nascimento de seus filhos, o vereador Marcelo Arar (PTB) apresentou à Câmara Municipal do Rio de Janeiro projeto de lei que obriga hospitais e maternidades a darem assistência às parturientes em que seja constatado algum tipo de deficiência ou doença crônica em seus filhos recém-nascidos que exija tratamento especial.

De acordo com a proposição, as unidades de saúde deverão fornecer à parturiente – ou pessoa que a represente – informações relativas à deficiência ou patologia detectada no bebê, e orientações sobre os cuidados especiais a serem tomados. A unidade também deve listar instituições especializadas na assistência à pessoa portadora de deficiência ou com patologia específica, sendo elas públicas ou conveniadas.

“Os hospitais e maternidades possuem mais informações sobre o caso do que os pais dos bebês, e, portanto, uma orientação nesses casos será uma boa ajuda”, destaca Marcelo Arar.

Com informações da Câmara Municipal do Rio de Janeiro