Marcelo Moraes defenderá agricultura, pacto federativo e serviço público eficiente

Agência Trabalhista de Notícias - 7/11/2018, 9:28

Crédito: Marcelo Bertani/Agência ALRS

Imagem

Em seu segundo mandato como deputado estadual do Rio Grande do Sul, Marcelo Moraes decidiu, em 2018, investir na candidatura para deputado federal pelo PTB. Conquistou 69.904 votos e uma vaga na Câmara dos Deputados pelos próximos quatro anos (2019-2022).

Filho do deputado federal Sérgio Moraes (PTB-RS), Marcelo iniciou sua militância política como coordenador regional da juventude na região gaúcha do Vale do Rio Pardo. Também já foi vereador no município de Santa Cruz do Sul (RS).

Fumicultura

A forte ligação com a agricultura da região faz com que Marcelo Moraes tenha um olhar atento para a principal atividade agrícola local: a fumicultura, que é a cultura do tabaco.

“Temos, no Rio Grande do Sul, ao redor de 75 mil famílias que produzem tabaco. Só em Santa Cruz são 40 mil empregos na indústria, sem falar nos milhares de empregos gerados indiretamente em função dessa cultura, que mantém a nossa região economicamente forte”, explica.

Pacto federativo

Outra preocupação de Marcelo Moraes é com a atual repartição dos recursos arrecadados com impostos, o chamado pacto federativo. Para o petebista, a distribuição dessas verbas públicas está equivocada.

“Hoje, 57% dos impostos ficam com o governo federal, 25% são divididos entre os estados e apenas 18% sobram para os 5.570 municípios do nosso país”, reclama. “Esses recursos têm que ficar mais próximos da população. Temos que fazer um novo pacto federativo, levando essas verbas para mais perto das pessoas.”

Eficiência

Tornar o serviço público eficiente e capaz de atender às demandas do cidadão é mais uma das bandeiras defendidas por Marcelo Moraes. “Os órgãos públicos são caros e emperrados. Eles têm que começar a facilitar a vida do cidadão”, afirma o deputado eleito, ao defender uma intensa desburocratização em todo o país, que tenha como objetivo atender bem às pessoas.

“Tem que levar o poder público para onde ele é necessário. Atualmente, ele atrapalha o cidadão que quer investir e está ausente na manutenção das nossas estradas, no auxílio aos nossos hospitais, em política pública de educação”, lamenta.

Infraestrutura

A experiência como titular da Secretaria de Transporte e Serviços Urbanos em Santa Cruz do Sul demonstrou ao futuro deputado federal como é importante diversificar a matriz de transportes no Brasil.

“Temos condições de ter ferrovias, que baixam bastante o custo da produção e desafogam as rodovias. Temos oportunidade de ter hidrovias aqui no nosso país. A gente pode fazer um investimento talvez até mais barato e com menos manutenção que as rodovias”, afirma.

Marcelo Moraes defende que o Congresso Nacional se envolva nesse tipo de debate, para buscar soluções mais baratas e eficientes para o transporte no Brasil.

Com informações da assessoria da Liderança do PTB na Câmara dos Deputados