Marcos Crippa pede a vereadores cautela ao fazer denúncias na tribuna

PTB Notícias 9/11/2013, 7:06


O presidente da Câmara de Catanduva (SP), vereador Marcos Crippa (PTB), ocupou a Tribuna nesta semana para pedir aos vereadores cautela ao fazerem denúncias ou comentários sobre casos que ainda não tenham sido transitados e julgados.

O assunto surgiu depois que parlamentares comentaram que o nome de Geraldo Vinholi foi citado em reportagens por estar inserido em uma lista de políticos que supostamente receberiam propina do Grupo Scamatti para a liberação de emendas parlamentares.

Neste contexto, Crippa também citou o nome da deputada Beth Sahão, que aparece em outra listagem maior também inserida nos documentos do Gaeco.

“Temos de ter muita cautela, acusar é muito fácil, eu já sofri acusação e passei 40 dias da minha vida como não queria que ninguém passasse.

Para depois eu não ser mais aquele que vinha sendo exposto na mídia, sendo massacrado.

Só depois de muitos anos consegui me reerguer, muitos ainda duvidam, só eu sei da verdade.

Por isso, temos de ter cautela em acusações antes de transitado e julgado”, disse.

Crippa ressaltou: “Porque se fosse agir da mesma maneira, quando acusaram no prefeito Geraldo Vinholi, está aqui na minha mão, cidade Marapoama, nome da deputada Beth Sahão por causa disso vamos tirar ela da assembléia? Antes de transitado e julgado? É isso que temos de ter consciência, as pessoas que nunca passaram não sabem o que é a partir do momento que é você que está na berlinda”, comentou.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do portal O Regional