Marcus Vinícius (RJ) quer união para projetos estruturantes de transportes

PTB Notícias 10/10/2011, 15:08


A ligação Bingen-Quitandinha é uma das obras estruturantes fundamentais para que a cidade de Petrópolis (RJ) possa receber atletas e turistas nos dois eventos esportivos internacionais que o Rio de Janeiro vai sediar.

Segundo o presidente do PTB-RJ, deputado estadual Marcus Vinícius, o projeto, além de rever capacidade e funcionalidade da rodoviária do Bingen, encurtar o percurso de 15 km atuais entre os dois bairros cruzando todo o Centro da cidade, deixa de ser uma reivindicação antiga para se tornar uma obra urgente.

“Petrópolis, por uma série de vantagens, está apta a receber atletas e turistas na Copa de 214 e Olimpíadas de 2016, mas precisa estruturar trânsito e transportes”, afirma o parlamentar petebista, que quer que a prefeitura do município apresente estudos em curso que preveem o retorno entre Bingen e Quitandinha.

“O governo do estado vai reformar, ao custo de R$ 1,1 milhão, terminais rodoviários em Cabo Frio, Macaé e Itaperuna.

Também vai construir uma nova rodoviária em Três Rios.

Petrópolis, que já tem o seu terminal, precisa se unir ao governo do estado para adaptar a rodoviária à realidade atual de passageiros e estacionamento e ainda promover a ligação entre esses bairros e outros projetos que melhorem o trânsito”, explica Marcus Vinícius.

O pedido de informações foi apresentado à prefeitura essa semana após a reunião da Comissão Especial do Legado dos Eventos Esportivos da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj).

Para Marcus, os setores privados como hotelaria e gastronomia estão se movimentando para receber fluxo de turistas ampliado em função da Copa e Olimpíadas, mas o poder público demonstra lentidão nas ações estruturantes.

“O deputado Bernardo Rossi e a Comissão das Olimpíadas da Câmara de Vereadores já pediram revisão da rodoviária do Bingen e queremos incluir nesse apelo a ligação Bingen-Quitandinha”, disse o petebista.

São credenciados pela Embratur atualmente 84 hotéis e pousadas em Petrópolis.

E há o esforço da rede hoteleira em ajudar mais 25 hotéis e pousadas – a atender às exigências da Embratur para aumentar número de credenciados que estarão aptos a receber os atletas e turistas na Copa do Mundo e Olimpíadas.

Pontos turísticos como o Palácio Quitandinha também se prepararam com restauração já visando o aumento dos turistas em função dos eventos esportivos na cidade do Rio.

Para Marcus Vinícius é preciso que o setor público também se movimente nesse sentido: “Além dos aeroportos, evidentemente, haverá uma forte demanda pelo transporte rodoviário.

É o meio de acesso entre as cidades turísticas, próximas ao Rio, que receberão visitantes.

Petrópolis é o exemplo máximo dessa vizinhança que favorece o turismo e precisa estar preparada”.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações do Diário de Petrópolis (RJ)Foto: Diário de Petrópolis (RJ)