Marisa Lobo, presidente do PTB no Paraná, visita Irati e defende pautas conservadoras

PTB Notícias 18/09/2022, 13:16


Imagem

A candidata a deputada federal pelo Paraná, Marisa Lobo, esteve recentemente na cidade de Irati, e visitou o jornal Hoje Centro Sul. Marisa, que também é psicóloga, disse que há muito tempo defende pautas conservadoras, como proteção à família e à infância, e não legalização das drogas.

De acordo com Marisa, os valores que ela defende vêm desde quando ela iniciou na vida política. “O diferencial da Marisa é que é ela é conservadora há muitos anos. Eu não sou ‘caroneira’, eu não sou ‘de onda’. Eu tenho história na luta, no ativismo e na militância pelo conservadorismo. Então eu não estou conservadora, eu sou conservadora”, afirmou a candidata.

Ela destaca algumas das pautas que ela pretende defender caso seja eleita. “As causas das drogas que são causas conservadoras, de dizer não à legalização; o tratamento e reinserção social, comunidades terapêuticas, internamento compulsório. Eu já milito há muito tempo”, descreveu Marisa.

Outra causa defendida pela candidata envolve a proteção infantil. “Proteção da maternidade e infância, a gente fala muito de infância protegida, como a luta contra o aborto e erotização infantil, mas eu trabalho nisso há 30 anos, eu me formei para isso. Eu tenho uma história no ativismo”.

Além disso, ela fala em escola sem partido, um movimento político defendido principalmente pelos partidos de direita que, de acordo com Marisa, pretende promover um posicionamento neutro dos professores dentro de sala de aula. “ Eu penso que escola é lugar de criança estudar e não de ser doutrinada por professores, ideologicamente ou politicamente. O professor tem que garantir a neutralidade dele”, diz a candidata.

Como perspectiva para o futuro, Marisa Lobo disse esperar uma melhora na economia e também a aprovação de mais pautas conservadoras. “Eu não consigo ver onde eu vou estar daqui 15 anos, mas eu vejo como o Brasil vai estar daqui 15 anos se eu contribuir com esse país hoje, porque o que vai acontecer amanhã depende de hoje. Então eu espero que a doutrinação infantil esteja muito menor, que a ideologia de gênero não esteja nas escolas, espero que o aborto não tenha sido legalizado, espero que a nossa economia seja muito melhor do que é hoje, espero que o armamento seja legalizado, porque eu sou armamentista e espero que o nosso Paraná conquiste muito mais do que já conquistou. Eu tenho muita esperança do Brasil e quero contribuir com ele”, finalizou.