Marlene Campos Machado debate participação da mulher na política na região de Assis

Agência Trabalhista de Notícias 26/07/2018, 10:19


Imagem Crédito: Divulgação

A líder feminina Marlene Campos Machado (PTB) esteve em Assis (SP) esta semana para debater a participação da mulher na política. O foco do debate foi sensibilizar lideranças políticas e a administração local sobre este tema.

“Tivemos um encontro no domingo em Assis, mas estamos percorrendo toda a região a semana a toda, e além de Assis, passamos por Canitar, Chavantes e Ourinhos para tratar sobre o Projeto Agora Mulher e conversar com líderes políticos, discutir o papel da mulher na política e para que as mulheres tenham mais espaço”, justificou Marlene.

Ela acrescentou ainda que esteve na região para apresentar um estudo inédito realizado pelo Projeto Mulheres Inspiradoras (PMI), apartidário e sem fins lucrativos, e sobre a participação da mulher na política, feito a partir dos dados do Banco Mundial, da Organização das Nações Unidas (ONU) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Marlene Campos Machado está à frente do movimento e explica que o estudo, intitulado Ranking de Presença Feminina no Poder Executivo 2018, analisou a participação da mulher na política em 186 países, desde 1940 até 2018. Também projetou quanto tempo será necessário para se atingir a igualdade de gênero nos cargos de governador, prefeito e presidente da República.

“Diante da pequena e baixa representatividade da mulher na política, a intenção é sensibilizar prefeitos, vereadores, líderes políticos e estudantes universitários sobre os ganhos na gestão pública com o aumento da presença feminina. Dividindo o estudo em duas partes, mundo e Brasil, analisamos a participação feminina nos 5.570 municípios na seção nacional, observando também a presença feminina em todo o Estado de São Paulo”, salienta.

A petebista reforça que o estudo envolve todo espectro relacionado ao Poder Executivo, contemplando também mulheres ocupantes em cargos de ministras, secretárias estaduais e municipais.

“A repercussão está sendo ótima, mas nossa caminhada pela igualdade é longa. O objetivo é promover debates e discussões sobre temas voltados à cidadania, a partir da ótica da participação feminina, fomentando-a de forma saudável e democrática, e sem gerar divisões”, conclui.

Com informações da assessoria de Marlene Campos Machado (PTB-SP)