Marlúcio Pereira promoverá audiência pública sobre uso de crack em Goiás

PTB Notícias 20/02/2010, 12:16


O deputado estadual petebista Marlúcio Pereira promoverá, na Assembleia Legislativa de Goiás, audiência pública para discutir o alarmante número de jovens envolvidos com o uso de crack.

O evento será no dia 11 de março e vai contar com a participação de representantes de associações de classe, da área de Segurança Pública, de psicólogos e de educadores.

“Tenho acompanhado de perto os números e com muita angústia percebo que nossos jovens e adolescentes estão morrendo em câmera lenta com uso do crack.

Esta droga poderosa vicia, mata e dilacera muitos lares em nosso País e, numa realidade mais próxima, em Goiânia e Região Metropolitana” afirmou o parlamentar do PTB de Goiás.

Segundo o deputado, um estudo recente realizado em Salvador, São Paulo, Porto Alegre e no Rio de Janeiro detectou um aumento do número de usuários de crack em tratamento ou internados em clínicas para atendimento a dependentes de álcool e drogas.

Eles respondem por 40% a 50% dos indivíduos em tratamento, dependendo da clínica e de sua localização.

A idade média dos usuários de crack (31 anos) é inferior à dos demais pacientes em tratamento (42 anos).

Entre os dependentes desta droga, 52% são desempregados.

O crack é mais potente que outros entorpecentes.

A droga leva 12 segundos para chegar ao cérebro e causa uma sensação de euforia e a vontade irresistível de usá-la novamente, o que torna o usuário agressivo e capaz de mentir, roubar, e, até mesmo, se prostituir para consegui-la.

Além de se tornar alvo de doenças pulmonares e circulatórias que podem levar à morte, os usuários se expõem à violência e a situações de perigo.

Com o objetivo de mobilizar o Estado de Goiás para esta questão, além da promoção da audiência pública, Marlúcio Pereira também elaborou um projeto de lei para fazer do dia 1º de outubro o Dia de Combate ao Crack no Estado de Goiás.

“Com este projeto de lei, pretendo fazer com que o Poder Público promova nesta data, com a participação da sociedade e do Conselho Estadual de Combate a Drogas e Entorpecentes, eventos para combater o uso do crack, como debates, palestras de conscientização nas escolas e em locais públicos.

“fonte: site da Assembléia Legislativa de Goiás