Marlúcio propõe mais segurança para usuários de instituições financeiras

PTB Notícias 9/07/2014, 7:49


Tramita na Assembleia Legislativa de Goiás o projeto de lei 2.

016/14, de autoria do deputado Marlúcio Pereira (PTB), que dispõe sobre medidas de segurança no âmbito das instituições financeiras ou bancárias, inclusive agências lotéricas.

De acordo com a matéria, fica vedado, em locais onde se operem caixas de atendimento ao público e no interior de instituições financeiras ou bancárias, inclusive agências lotéricas localizadas no Estado, o uso de aparelhos eletrônicos, tais como telefone celular, rádio comunicador, tablets, notebook, palmtop ou qualquer outro que possibilite a comunicação entre pessoas.

Fica proibido também o uso de acessórios de chapelaria em geral, capacetes, toucas ou quaisquer acessórios que impeçam a identificação pessoal.

Desta maneira, segundo a matéria, a entrada nos locais mencionados fica condicionada a comprovação do desligamento dos aparelhos eletrônicos, e não estar portando os objetos descritos acima.

De acordo com Marlúcio, sua iniciativa se justifica pelo fato de que tem se tornado popular a forma de assalto conhecida por “saidinha de banco”.

“Todos os dias é noticia na imprensa goiana, seja em nossa capital [Goiânia] ou em cidades do interior de nosso Estado.

Muitas vezes, as vítimas além de perderem valores também pagam com a própria vida pela ganância dos meliantes que cometem este tipo de crime.

“Caso o projeto seja aprovado, o seu descumprimento, por qualquer instituição nele descrita, estará sujeita à multa no valor de R$ 3 mil, dobrada na reincidência.

Para se tornar lei, a matéria precisa receber o aval das comissões da Casa, ser aprovada em dois turnos em plenário e, posteriormente, receber a sanção do governador.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da Assembleia Legislativa de Goiás Foto: Divulgação/Alego