Marquezelli lembra temas da Rodada de Doha da OMC

PTB Notícias 17/03/2007, 10:28


O Deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP), em discurso no plenário, disse que a visita do Presidente dos Estados Unidos, George Bush, na semana passada ao Brasil foi um marco importante para as relações brasileiras, principalmente quanto aos acordos para a criação de política bilateral para o biodiesel e a sua transformação em commodity internacional.

Ainda assim, segundo ele, não se pode deixar de criticar a falta de soluções concretas pelos Estados Unidos no tocante aos temas prementes e pendentes na Rodada de Doha da Organização Mundial do Comércio.

“O jogo de colchetes e aspas engendrado pelos Estados Unidos, Japão e União Européia travam a discussão da Rodada em pelo menos 6 anos.

Os empresários do agronegócio nacional estão bastante preocupados com esse impasse, e a Federação da Indústrias do Estado de São Paulo – FIESP, ao receber a representante comercial americana mostrou claramente a distância entre o discurso fácil e a ação necessária para distender a temática agrícola na Rodada de Doha”, disse Nelson Marquezelli.

“Os altos subsídios empregados pelo americanos, na ordem de 20 bilhões de dólares por ano, têm de ser revistos urgentemente.

Para tanto, é necessário que o Governo norte-americano trabalhe rápido, principalmente pelo termo final da Trade Promotion Authority – TPA, cuja vigência está chegando ao final, sendo necessária uma nova autorização do Congresso americano”, explicou.

“Sem cortes substanciais – como defendido pelos empresários brasileiros do agronegócio – nos subsídios internos norte-americanos e sem a derrubada de tarifas impostas aos nossos produtos, teremos tão-somente um jogo de cena, o que não interessa nem aos nossos empresários nem ao País, que precisa crescer para absorver o contingente de milhões de brasileiros que esperam oportunidade de emprego e resposta rápida, algo que o agronegócio sempre foi e será capaz de fazer.

Esse jogo de cena tem de mudar, e temos certeza de que o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seu competente Ministro das Relações Exteriores saberão aproveitar o momento altamente favorável ao Brasil e fazer ver aos americanos que discurso e ação têm de andar”, concluiu o Parlamentar do PTB.

Agência Trabalhista de Notícias