Marquezelli protesta na Câmara contra taxas cobradas por bancos

PTB Notícias 10/08/2007, 10:23


O deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP) afirmou no Plenário do Senado que os serviços bancários no Brasil e as atuais taxas cobradas da população são um verdadeiro absurdo.

Segundo ele, o Governo Federal deveria abordar seriamente esse tema, principalmente pelos números velados quanto ao faturamento desses bancos.

“Em 2006, somente com as tarifas bancárias do sistema financeiro, eles arrecadaram mais de 52 bilhões de reais.

Isso é um absurdo! Quando a prorrogação da CPMF — medida extraordinária que foi criada para o financiamento de ações na área da saúde do País — passa a ser tema central nas discussões que se avizinham no Congresso Nacional, seria conveniente encontrar uma solução para a redução dessas absurdas taxas bancárias, com o seu tabelamento com base na inflação do período”, disse o deputado petebista.

“Só falta cobrarem taxas para que os correntistas entrem nas agências bancárias.

Já são cerca de 40 itens cobrados pelos bancos.

No começo do Plano Real, aproximadamente 40% das despesas com pessoal eram cobertas com a receita dos serviços.

No ano passado, esse percentual chegou a 115%, com a cobrança de tarifas sendo a responsável por toda a folha de pagamento dos bancários”, revelou o parlamentar.

“Chegou a hora de revermos esse verdadeiro caos em relação a essas cobranças bancárias.

A Câmara dos Deputados deve entrar nessa discussão e principalmente encontrar um limite para a cobrança dessas escorchantes tarifas bancárias”, finalizou Marquezelli.

Agência Trabalhista de Notícias