Mauricio quer explicações do governo sobre saída do ministro da Justiça

PTB Notícias 2/03/2016, 7:57


O deputado Mauricio Dziedricki, vice líder partidário do PTB na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, foi à tribuna lamentar a saída de José Eduardo Cardoso do Ministério da Justiça.

Disse que o tema que envolve a corrupção tem preocupado a todos e que o afastamento do Ministro preocupa muito.

Lembrou que o que o Brasil vem passando uma imagem internacional muito ruim e que precisa ser revista.

Para ele, “merecem especial atenção as forças ocultas que estariam envolvendo a Polícia Federal, com as quais não concordava o ministro demitido.

Dziedricki disse que a sociedade quer um basta, r um fim na corrupção que não é só na política, que é a na medicina – e aqui nos vimos a corrupção das próteses, na CPI foi muito bem conduzida por esta Assembleia” e que está na sociedade em geral.

“Gostaria de saber quais as forças ocultas que tiraram o Ministro do seu posto porque não controlou a celeridade com que a polícia federal conduziu as investigações sobre a corrupção.

“Tem operadores nessa grande fraude que nem sabem como milhões foram parar em algumas contas e que não sabe qual é limite da corrupção, pois pobres estão no presidio central por roubar galinhas, quando na verdade deveriam estar no presidio da Papuda e demais presídios os grande s responsáveis por todas estas fraudes”, destacou.

Mauricio defendeu “o enfrentamento uníssimo da corrupção” e que “não acreditar em forças ocultas.

O governo Dilma-Temer tem que explicar a nota da Associação Nacional dos Delegados de Polícia nos traz uma preocupação.

” Pergunto: “a quem interessa a saída do Ministro Cardoso? Nada tenho a declarar sobre a competência do novo Ministro, que não conheço, mas quero aqui delegado Ranolfo, nosso coordenador, trazer a preocupação que nós temos.

Imagine delegado, o senhor que é nosso coordenador com o enfrentamento de projetos e processos sobre a macula da corrupção, tenho medo das manifestações que vão surgir por conta disso, pois a população cansou.

Nossa solidariedade em nome da bancada do PTB ao ministro Cardoso”.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da assessoria da bancada do PTB na Assembleia Legislativa do Rio Grande do SulFoto: Marcelo Bertani/ALRS