Medeiros participa de autorização para dragagem dos portos do Paraná

PTB Notícias 8/12/2015, 8:32


O deputado estadual Tião Medeiros (PTB-PR) participou na segunda-feira (7/12/2015) da assinatura da ordem de serviço número 241/2015 para início da dragagem de manutenção dos canais de acesso aos portos paranaenses.

A ordem de serviço foi assinada pelo governador Beto Richa (PSDB), em Curitiba.

O investimento, de R$ 156,9 milhões, envolve a dragagem no canal de acesso, na bacia de evolução e nos berços do cais comercial do Porto de Paranaguá e do Porto de Antonina.

Com a autorização, as obras iniciam já na próxima semana.

A área dragada será de 7,3 milhões de metros cúbicos e vai restabelecer a profundidade de projeto dos canais e berços.

O prazo de execução da obra é de 12 meses e será feito pela empresa DTA Engenharia.

“Este trabalho de dragagem é necessário para facilitar a navegação com segurança nas áreas do Porto e seu entorno, permitindo a ampliação dos acessos”, disse Tião Medeiros.

O governador destacou a importância deste trabalho e ressaltou que ele faz parte da série de investimentos portuários feitos pelo governo estadual nos portos paranaenses, nos últimos anos.

“A melhoria da infraestrutura e da gestão do Porto de Paranaguá se incluem na política de desenvolvimento econômico do nosso governo”, afirmou.

O investimento, explicou o diretor-presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Luiz Henrique Dividino, terá reflexo direto na competitividade do terminal portuário paranaense.

“A obra é fundamental para que o porto continue recebendo grandes navios que fazem o comércio de cargas ao redor do mundo”, disse.

O secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, participou da assinatura.

O número de navios com mais de 300 metros de comprimento que chegam aos portos paranaenses, anualmente, aumentou de 17, em 2011, para 151 em 2014.

Hoje, o Porto de Paranaguá recebe linhas semanais regulares de navios com 336 metros de comprimento por 51 metros de largura.

Durante a dragagem, não haverá restrições de navegação no estuário nem para as atividades de pesca.

A entrada e saída dos navios também permanecerão inalteradas, apenas obedecendo alguns cuidados adicionais de segurança, conforme orientações da Marinha.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da assessoria do deputado Tião Medeiros (PTB-PR)Foto: Arnaldo Alves/ANPr