Medida de Marcelo Arar incentiva coleta seletiva de lixo na orla marítima do Rio

Agência Trabalhista de Notícias 21/08/2019, 8:50


Imagem Crédito: Divulgação/CMRJ

Especialistas apontam que a cidade do Rio de Janeiro poderia reciclar entre 30% e 40% de seus resíduos. Entretanto, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) afirma que apenas 5, 9% do lixo total passam pela coleta seletiva.

Uma medida para incentivar a reciclagem é o projeto de lei 1.239/2019, de autoria do vereador Marcelo Arar (PTB-RJ), que obriga a colocação de cestas para a coleta seletiva de lixo na orla marítima da cidade. O parlamentar afirma que os recursos naturais não são infinitos, o que torna a sustentabilidade uma tendência mundial.

“O lixo um dia será artigo de luxo nesse processo de reaproveitamento de matéria reciclável das grandes cidades. O mundo inteiro, passo a passo, se caminha para o reaproveitamento dos resíduos sólidos. O processo é lento, é longo, é também cultural, mas é irreversível”, explica.

Com informações da Câmara Municipal do Rio de Janeiro