Ministério Público de São Paulo homenageia deputado Campos Machado

PTB Notícias 15/06/2007, 9:59


O parlamento paulista viveu, nesta quarta-feira (13/6), um dos momentos mais importantes da história política paulista.

De forma inédita, o deputado Campos Machado, líder do PTB na Assembléia Legislativa, presidente estadual e secretário-geral da executiva nacional do Partido Trabalhista Brasileiro, recebeu o Colar do Mérito Institucional do Ministério Público, conferido unanimemente pelos integrantes do Colégio de Procuradores de Justiça do Estado de São Paulo.

Para prestigiar Campos Machado, compareceram as mais altas autoridades estaduais, entre elas quatro ex-governadores, representantes da OAB e do judiciário do estado, prefeitos da capital e interior paulista, secretários estaduais, e a maioria dos deputados estaduais.

“A nossa Casa nunca esteve tão perto do Legislativo e esta representatividade demonstra o porte do homenageado”, destacou o procurador-geral de justiça de São Paulo, Rodrigo Pinheiro Pinho.

A homenagem, inédita a um parlamentar, chamou a atenção do presidente da Assembléia Legislativa.

“Lealdade é o seu nome”, disse o deputado Vaz de Lima (PSDB), ao comentar sobre a importância da Assembléia de ter um homem público com o “caráter de Campos Machado”.

“Nunca imaginei que um dia teria o prazer de receber está que é uma das mais importantes homenagens da minha vida.

Homenagem que mexe com meu coração”, afirmou Campos Machado ao fazer um pequeno relato da sua vida que começou no município de Cerqueira César, no interior de São Paulo.

Campos Machado chegou a São Paulo aos 17 anos de idade.

Ingressou na Faculdade de Direito do Largo São Francisco, da Universidade de São Paulo.

Dedicou-se, por inteiro, ao oficio de advogado, exercendo a advocacia e consultoria jurídica na capital paulista, em Piracicaba, Ribeirão Preto, Campinas, Nova York, Washington e Milão.

Em 1985, tornou-se advogado do ex-presidente Jânio Quadros, através do qual ingressou na vida política, tendo se filiado ao PTB, partido do qual nunca saiu em direção à outra agremiação partidária.

Em 1990, Campos Machado foi eleito deputado estadual, reeleito em 1994, 1998, 2002 e 2006, sendo que nesta última eleição, foi o parlamentar estadual mais votado do País, com cerca de 250 mil votos.

Líder – também de forma inédita – há 17 anos da bancada petebista na Assembléia Legislativa, em 1996 foi candidato a prefeito de São Paulo, pela coligação PTB/PSD/PAN.

Em 2000, foi candidato a vice-prefeito de São Paulo na chapa encabeçada pelo ex-governador Geraldo Alckmin.

Agência Trabalhista de Notícias