Ministra cita gestão de Célia Rocha como exemplo de sucesso no Pronatec

PTB Notícias 21/01/2014, 9:02


A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, citou o município de Arapiraca (AL), administrado por Célia Rocha (PTB), como exemplo de sucesso na aplicação do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

O programa é voltado ao público do Plano Brasil Sem Miséria, e, no início do mês de dezembro, formou mais de 1.

900 jovens em Arapiraca.

Na ocasião, a solenidade contou com a presença da prefeita Célia Rocha (PTB); presidente do Congresso Nacional, Renan Calheiros (PMDB); senador Fernando Collor de Mello (PTB); presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Hereda, que representou a presidenta Dilma Rousseff e a ministra Tereza Campello no evento.

O programa em Arapiraca está sendo executado em parceria das secretarias de Indústria e Comércio, Assistência Social e Senac.

Criado com o intuito de oferecer cursos com mais qualificação profissional para pessoas em situação de vulnerabilidade social, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) tem como objetivo prioritário retirar essas pessoas da linha da pobreza.

Para tanto, o Pronatec oferece conhecimento e oportunidades para crescimento pessoal, profissional e financeiro, gerando o ingresso de milhares de jovens ao mercado de trabalho, por meio da oferta de diversos cursos e uma bolsa com ajuda financeira para transporte e alimentação.

Em entrevista, a ministra Tereza Campello, além de citar o exemplo de Arapiraca, ela adiantou que para este primeiro semestre de 2014 serão abertas 14,6 mil vagas em cursos de qualificação profissional gratuitos para 68 municípios alagoanos.

As capacitações serão oferecidas por uma modalidade do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) vinculada ao Brasil Sem Miséria, plano de combate à extrema pobreza do governo federal lançado em junho de 2011.

“Nós estamos conseguindo levar cursos de qualificação profissional de altíssima qualidade para esse público que, muitas vezes, não tem nem o ensino fundamental completo e que não tinha acesso a esses cursos.

Agora passou a ter”, disse a ministra Tereza Campello.

“Alagoas está indo muito bem.

Recentemente nós tivemos uma formatura muito grande, de muitos alunos, em Arapiraca.

E só para se ter uma ideia, Maceió está em segundo lugar, entre as capitais, com melhor desempenho no Pronatec”.

De acordo com o MDS, para todo o País serão ofertadas 763 mil vagas e desde 2012, o Pronatec do Brasil Sem Miséria recebeu 842 mil matrículas – 30,8 mil para Alagoas.

Entre os cursos que foram oferecidos estão auxiliar administrativo, operador de computador, eletricista instalador predial, pedreiro, aplicador de revestimento cerâmico, soldador e frentista, segundo a própria ministra.

De acordo com avaliação do MDS, desde que foi implantado, o plano Brasil Sem Miséria fez com que mais de 22 milhões de pessoas no País saíssem da extrema pobreza; 811,5 mil só em Alagoas.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do portal Alagoas 24 Horas