Ministro se diz confiante sobre legado que a Copa deixará para o Brasil

PTB Notícias 29/03/2012, 15:15


Em debate na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira, 28/03/2012, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, destacou a capacidade do Brasil em organizar a Copa e as Olimpíadas.

Afirmou que os eventos vão permitir que o país explore as potencialidades e supere as deficiências.

O ministro admitiu que é preciso melhorar, por exemplo, em relação aos serviços de telecomunicações, mas manifestou confiança e otimismo quanto aos legados de controle de gastos públicos, engenharia sustentável, infraestrutura e mobilidade urbana.

O deputado Nelson Marquezelli (PTB) que esteve presente na audiência afirmou que mais importante que a realização da Copa e das Olimpíadas é o legado de infraestrutura que ficará não só nas cidades sedes, mas todo o entorno.

As obras incluem: metrô, viadutos, anéis viários, mobilidade urbana para 12 capitais e 12 estados.

Um investimento geral circula em torno de R$ 30 bilhões.

Marquezelli também ressaltou a aprovação pelo Plenário da Lei Geral da Copa (PL 2330/11), que disciplina os direitos comerciais da Federação Internacional de Futebol (Fifa) na realização da Copa do Mundo de 2014 e estabelece privilégios temporários para a entidade e os associados durante o evento esportivo.

As regras do projeto valem também para a Copa das Confederações, que o Brasil sediará em 2013.

Ivana Souza – Agência Trabalhista de Notícias, com informações da assessoria de imprensa do deputado Nelson Marquezelli