Monteiro: brasileiros e europeus devem reiniciar negociações bilaterais

PTB Notícias 4/05/2009, 8:30


O grupo parlamentar Brasil-União Europeia (UE) foi empossado na sede da Confederação Nacional da Indústria (CNI), com o objetivo de incrementar a agenda econômica e comercial entre as duas partes.

O início dos trabalhos do grupo Brasil-EU será voltado para a crise econômica mundial, mas outras questões importantes, como migração e xenofobia, deverão ser abordadas mais tarde.

Na avaliação do presidente da Confederação Nacional da Indústria, Armando Monteiro Neto, deputado (PTB-PE), brasileiros e europeus devem se esforçar para reiniciar as negociações bilaterais para concluir um acordo “ambicioso e abrangente” entre Mercosul e UE.

Monteiro Neto lembrou que os empresários brasileiros estão preocupados com o risco de uma nova onda protecionista no mundo diante da crise mundial e defendeu a conclusão da rodada de Doha da Organização Mundial do Comércio (OMC).

“É evidente que o papel dos Parlamentos nesse contexto passa a ser cada vez mais importante”, destacou.

Atualmente, o bloco europeu é o principal parceiro comercial e de investimentos do Brasil.

No ano passado, as trocas comerciais entre o Brasil e os países da UE totalizaram US$ 82,5 bilhões, com um saldo positivo para o Brasil de cerca de US$ 10 bilhões, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Além disso, metade dos investimentos estrangeiros no Brasil em 2008 proveio da zona do euro.

Criado por resolução da Câmara dos Deputados, o grupo parlamentar é formado por 78 deputados federais e 22 senadores.

* Agência Trabalhista de Notícias com informações do Portal Agência Lusa