Monteiro defende agenda para aumentar competitividade da indústria

PTB Notícias 9/03/2012, 15:57


O senador Armando Monteiro (PTB-PE) cobrou em Plenário nesta última quarta-feira, 07/03/2012, a urgente implementação de uma agenda pró-competitividade para o setor industrial brasileiro.

O senador revelou que a indústria não registrou crescimento significativo no último ano, tendo influenciado no desempenho insatisfatório do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro de 2011.

Segundo Armando Monteiro, a indústria enfrenta uma conjuntura extremamente desfavorável.

Um dos motivos é a valorização da moeda brasileira, que incentiva as importações de produtos manufaturados.

Há cinco anos, explicou o senador, as importações respondiam por apenas 11% do consumo de produtos manufaturados no país.

Hoje, os produtos importados já atendem 22% dessa demanda.

Além da concorrência com o mercado internacional, o setor industrial sofreria também com a perda de competitividade, em decorrência dos altos custos da produção, pressionado pelos encargos tributários e pelo custo Brasil, entre outros fatores.

É hora de nos darmos conta de que a indústria precisa de uma agenda pró-competitividade seja implementada – defendeu o senador.

Para Armando Monteiro, será necessária uma agenda de médio e longo prazo, com medidas como a melhoria do sistema educacional para que o setor tenha capacidade de investir em inovação tecnológica, e uma agenda mais imediata, com medidas a curto prazo.

Entre essas medidas está a aprovação no Senado do Projeto de Resolução 72/2010, do senador Romero Jucá (PMDB-RR), que uniformiza, em todos os estados do país Brasil, a cobrança do ICMS nas operações interestaduais com bens e mercadorias importadas do exterior.

O senador também classificou como “inaceitável” a decisão do Congresso Nacional de aprovar leis que concedendo incentivos fiscais a produtos importados.

Ivana Souza – Agência Trabalhista de Notícias, com informações da assessoria de imprensa do senador Armando Monteiro