Moraes garante espaço para início do curso de formação de policiais civis

PTB Notícias 10/07/2015, 8:02


No início de julho, o deputado estadual Léo Moraes (PTB-RO) enviou ofício à Secretaria de Educação de Rondônia (Seduc) solicitando a cedência de estrutura física para a realização do curso de formação dos policiais civis do Estado.

Na terça-feira (7/7/2015), na Assembleia Legislativa, Moraes entregou ao diretor-geral da Polícia Civil do Estado, delegado Pedro Mancebo, a autorização da Seduc para o uso das salas de aula da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Getúlio Vargas.

Aprovados no ano passado, 144 candidatos aguardavam a convocação que não aconteceu em razão de reformas estruturais na Academia de Polícia Civil (Acadepol).

Pedro Mancebo afirmou que a Polícia Civil fará a convocação dos aprovados até o final deste mês e disse esperar que os alunos iniciem o curso no espaço disponibilizado pela secretaria, mas que concluam a formação nas novas instalações da Acadepol.

De acordo com o delegado, muita burocracia justifica a lentidão da conclusão das obras.

Segundo Mancebo, por pouco a Acadepol não perdeu o terreno.

“A própria Secretaria de Estado de Justiça (Sejus) demonstrou interesse em construir um presídio feminino no local”, explicou.

Léo Moraes parabenizou os candidatos aprovados que não desistiram de seus objetivos e perseveraram na esperança de ingressar na Polícia Civil de Rondônia.

“Não existe glória sem luta, e essa nós vencemos.

Desejo que todos possam se dedicar com muito amor a essa carreira que se inicia e que em breve possamos estar juntos novamente na formatura de cada um”, disse o deputado.

O cronograma das convocações e maiores informações sobre o início do curso será publicado via edital da Polícia Civil por meio da Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab).

Também participaram da reunião o diretor-geral da Acadepol, delegado Túlio Anderson Rodrigues, o presidente da Comissão do Concurso da Polícia Civil 2014, delegado João de Deus Pires, e candidatos aprovados.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da Assembleia Legislativa de Rondônia Foto: Ana Célia/ALE-RO