Moraes: LDO não pode deixar de lado fumicultores e produtores rurais

PTB Notícias 3/07/2015, 7:48


Durante a votação do projeto da Lei das Diretrizes Orçamentárias (LDO), o vice-presidente da Comissão de Finanças, Planejamento e Controle da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, deputado Marcelo Moraes (PTB), defendeu o setor rural com a apresentação de dois destaques às emendas ao texto enviado pelo Executivo.

A sessão aconteceu na quinta-feira (2/7/2015), quando servidores de diversas categorias lotaram o Plenarinho da Assembleia Legislativa e acompanharam a aprovação do relatório final, por sete votos a quatro.

Nos destaques, Marcelo buscou garantir recursos para linhas de custeio de lavouras de fumo, além de financiamento de placas solares para garantir a energia elétrica em propriedades rurais, por meio de convênios com o Banrisul.

“Nossos fumicultores não podem contar com o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) para o custeio das lavouras e com os recursos do Banco do Estado poderemos contribuir para que muitas famílias permaneçam nesta atividade”, afirmou Marcelo, que também destacou a importância de novas formas de geração de energia para o campo.

O projeto de lei 177/2015 da LDO deverá ir a votação no plenário na próxima terça-feira (7), com prazo regulamentar até 15 de julho para retornar ao Executivo.

Das 39 emendas apresentadas ao texto original, 22 receberam destaques (rejeitados pela maioria dos deputados).

Destes destaques, sete foram de deputados do PTB e que receberam voto favorável, mas não alcançaram o número mínimo de sete votos para constar na peça da LDO.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da assessoria do deputado Marcelo Moraes (PTB-RS) Foto: Mariana Carlesso/Agência ALRS