Mozarildo afirma que manter jogos na ilegalidade funciona como incentivo

PTB Notícias 30/04/2012, 16:27


O senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) afirmou em Plenário, no último dia 27/04/2012, que proibir a exploração de jogos no país funciona como incentivo às atividades clandestinas.

Conforme disse, isso ficou demonstrado desde a CPI dos Bingos, instalada em 2004 após denúncia de que Waldomiro Diniz, assessor do então ministro José Dirceu, da Casa Civil, extorquia empresários de jogos com objetivo de arrecadar fundos para o Partido dos Trabalhadores.

– Se há proibição, não há regulamentação, não há legalização, o que acontece? Há um incentivo à clandestinidade.

Isso ficou provado, mais do que provado, desde a CPI dos Bingos até agora – observou.

O escândalo veio à tona depois da divulgação de gravação feita pelo empresário Carlos Augusto Ramos, o mesmo Carlinhos Cachoeira que voltou agora ao centro do noticiário.

Ele é suspeito de comandar a exploração do jogo ilegal em Goiás e foi preso pela Polícia Federal em 29 de fevereiro.

Escutas telefônicas indicaram contatos entre Cachoeira e o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) e outros políticos.

Após as denúncias, o senador deixou seu partido, o DEM, e começou a ser investigado pelo Conselho de Ética.

A crise motivou a abertura da CPI do Cachoeira.

Mozarildo foi o vice-presidente da CPI dos Bingos, que teve como relator Garibaldi Alves – o presidente foi o ex-senador Efraim Moraes.

Como lembrado por Mozarildo, o (http://www.

senado.

gov.

br/atividade/Comissoes/CPI/RelatorioFinalBingos.

asp) relatório final pediu 49 indiciamentos, incluindo 48 pessoas e uma empresa, a GTech, que prestava serviços à Caixa Econômica na área de loterias.

De acordo com Mozarildo, a nova comissão de inquérito poderá aproveitar as investigações que foram feitas pela CPI dos Bingos e explorar a questão mais ampla da corrupção que atinge todo o país.

Embora o noticiário esteja citando apenas a empresa Delta nas denúncias de corrupção, ele disse ter certeza de muitas outras estão envolvidas.

Mozarildo recordou que um dos fatos correlacionados com a CPI dos Bingos foi a movimentação no governo da época para regulamentar os jogos.

O ex-presidente Lula havia inclusive enviado um projeto de lei ao Congresso.

Com base no entendimento de que a clandestinidade é negativa, ele ressaltou que o relator da CPI dos Bingos apresentou depois um projeto para fixar normas de exploração de jogos por estados e municípios.

– É bom dizer que, nas Américas (América do Norte, Central e do Sul), somente Cuba e Brasil não têm o jogo regulamentado – destacou Mozarildo.

fonte: Agência Senado