Mozarildo apresenta propostas dos governadores da Amazônia Legal

PTB Notícias 20/10/2009, 10:58


Em discurso nesta segunda-feira (19/10), o senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) registrou a realização, na semana passada, do 6º Fórum de Governadores da Amazônia Legal, em Macapá, capital do Amapá.

O senador leu a Carta de Macapá, produto final do encontro, divulgada na sexta-feira (16).

De acordo com o senador, o fórum serviu para a discussão de propostas para o desenvolvimento da região amazônica, onde vivem 25 milhões de pessoas.

– Nós queremos uma Amazônia desenvolvida.

Isso está dito aqui, na carta dos governadores – disse Mozarildo.

No documento, os governadores afirmam que a política de integração regional é estratégica para o desenvolvimento sustentável dos estados da Amazônia Legal (Acre, Amazonas, Rondônia, Mato Grosso, Tocantins, Pará, Maranhão, Amapá e Roraima) e que esses estados necessitam de mais investimentos federais, além do descontingenciamento de recursos previstos para as agências ou programas de desenvolvimento regional.

Mozarildo reclamou do contingenciamento, todos os anos, de recursos da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), que deveriam ser investidos na região.

Em aparte, o senador Jefferson Praia (PDT-AM) informou que R$ 6 milhões de recursos da Suframa estão contingenciados pelo Tesouro Nacional.

– Esses recursos serem contingenciados é uma malvadeza terrível que se faz com a região amazônica – desabafou Mozarildo.

Na Carta de Macapá, continuou o senador, os governadores destacam a importância de o governo brasileiro levar para a 15ª Conferência do Clima da Organização das Nações Unidas (COP-15) proposta sobre mecanismos compensatórios por desmatamento evitado.

Os governadores também enfatizam a necessidade de apoio financeiro para a diminuição da emissão de gases do efeito estufa e mecanismos de controle da viação aérea regional, com implantação do Plano de Desenvolvimento de Ligações Regionais.

Também em apartes, os senadores Sadi Cassol (PT-TO) e Valdir Raupp (PMDB-RO) elogiaram e comentaram o pronunciamento do colega.

Cassol ressaltou a necessidade de maior discussão sobre o comércio dos chamados créditos de carbono.

Raupp concordou com Mozarildo que a região amazônica precisa de mais investimentos para a recuperação de estradas.

fonte: Agência Senado