Mozarildo Cavalcanti comemora no Senado Federal o Dia do Obstetra

PTB Notícias 13/04/2011, 7:48


O senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR), que é médico obstetra, comemorou o Dia do Obstetra, celebrado nesta terça-feira (12/04/2011).

Em pronunciamento em Plenário, Mozarildo enfatizou a importância do acompanhamento pré-natal da mulher gestante desde o primeiro dia da gestação para reduzir os riscos à saúde da mãe e do feto, especialmente o risco do aborto.

– O trabalho mais importante do pré-natal é para que o feto se desenvolva com saúde, a gravidez não apresente risco nem para a mãe nem para o feto.

Um bom acompanhamento pré-natal reduz as chances de aborto.

É o tempo de preparar para o melhor tempo da vida – avaliou.

Mozarildo relatou que, contrariando recomendação médica, realizou os três partos de sua esposa.

O parlamentar afirmou ainda que a diferença de valores pagos aos médicos, tanto no Sistema Único de Saúde (SUS) quanto nos planos de saúde privados, acabou gerando uma distorção, na qual, na maioria dos casos, médicos e suas pacientes optam por cesarianas em vez de parto normal.

No SUS, informou o parlamentar, o parto normal custa R$ 403 reais enquanto a cesariana custa R$ 545.

Os planos de saúde, relatou, pagam R$ 973 por parto normal e R$ 1.

445 por cesariana.

O parlamentar elogiou também o trabalho realizado por parteiras que, segundo ele, atualmente possuem instrumental adequado para auxiliar as parturientes a darem a luz.

São Zenão Mozarildo fez referência à data de 12 de abril, cuja origem, disse o senador, está vinculada ao santo protetor dos recém-nascidos, São Zenão de Verona.

Zenão nasceu por volta do ano 300 d.

C.

na Mauritânia, norte da África.

Conforme a lenda, explicou o parlamentar, ainda recém-nascido, as fadas, por travessura, o roubaram e colocaram em seu lugar uma criança feia.

O senador disse ainda que Zenão foi bispo da cidade de Verona, na Itália, e também é considerado o padroeiro das crianças que estão aprendendo a andar e dos pescadores.

São Zenão morreu no dia 12 de abril de 371, data escolhida para celebrar o dia do obstetra, que também protege os recém-nascidos, acrescentou.

fonte: Agência Senado