Mozarildo Cavalcanti defende a construção da hidrelétrica de Belo Monte

PTB Notícias 23/02/2011, 7:56


O senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) disse nesta terça-feira (22/02), no Plenário do Senado Federal, que desenvolvimento não é antípoda de preservação da Amazônia, sendo perfeitamente possível conciliar os dois projetos, e defendeu a construção da hidrelétrica de Belo Monte.

Ele disse que o impacto de não construí-la será muito maior do que fazer a obra e que, no longo prazo, a preservação ambiental é impensável sem que haja também desenvolvimento econômico e social.

– Países desenvolvidos economicamente são aqueles que melhor geremo meio ambiente.

Países pobres, por outro lado, são aqueles com maiores passivos ambientais.

Só aqueles que fizeram a opção pelo desenvolvimento foram capazes de apresentar alternativas que fossem capazes de preservar a natureza no longo prazo.

Isso é fato, o resto é opinião sem fundamento – afirmou.

Mozarildo salientou que, sem a construção da hidrelétrica de Belo Monte será necessário investir em energia suja, como a de termelétricas, além de impedir o acesso ao fornecimento de energia barata para, por exemplo, iluminação pública.

Ele também ressaltou que, sem a hidrelétrica, impostos deixarão de ser arrecadados, empregos não serão criados e empresas não se instalarão na região.

– Em nome de um suposto paraíso ecológico, condena-se a população amazônica à miséria.

Eu acho que isso não é justo e vai diretamente contra os melhores valores do estado democrático – lamentou.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações da Agência Senado