Mozarildo Cavalcanti elogia novas regras para planos de saúde

PTB Notícias 22/12/2011, 12:43


Em discurso no Plenário na última terça-feira (20/12/2011), o senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) cumprimentou a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) por “dar um sinal de vida”.

O senador fez referência às novas regras para os planos de saúde, que entraram em vigor nessa segunda-feira (19).

“Hoje o brasileiro reclama mais do seguro de saúde do que do Sistema Único de Saúde [SUS].

E o pior: muitos segurados usam os serviços do SUS, porque os planos não atendem adequadamente”, lamentou o senador.

Segundo o senador, os planos lidam com a saúde das pessoas e precisam seguir as regras da ANS.

Entre as novas regras, está a determinação de prazos mínimos para que certos procedimentos sejam adotados.

A consulta em pediatria, ginecologia e outros ramos básicos da medicina deve ser marcada em até 7 dias.

As consultas mais complexas têm prazo de 14 dias e as questões de emergência têm de ser atendidas de imediato.

“Pode não ser o ideal, mas essas normas representam um avanço”, disse o petebista.

Mozarildo, porém, lamentou a situação do funcionamento dos planos de saúde no Brasil.

Segundo o senador, nos últimos anos, houve aumento de 150% no valor pago pelo segurado, enquanto o pagamento das empresas para os profissionais de saúde cresceu 40%, no mesmo período.

O senador também informou que a média do pagamento da consulta aos médicos conveniados é de apenas R$ 22.

“A maioria dos médicos está abandonando os planos de saúde.

É preciso que a ANS se debruce de maneira forte sobre essa questão”, afirmou Mozarildo.

fonte: Agência Senado