Mozarildo cobra votação de projeto que autoriza criação de colégio militar

PTB Notícias 10/05/2013, 11:24


Em discurso na quinta-feira (9/5/2013) em plenário, o senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) cobrou da Câmara dos Deputados a votação do projeto de lei de sua autoria que autoriza a União a criar um colégio militar em Boa Vista, capital de Roraima.

O (http://www.

senado.

gov.

br/atividade/materia/detalhes.

asp?p_cod_mate=51584) PLS 211/2002 já foi aprovado pelo Senado, mas está parado naquela Casa desde 2004.

O senador disse ainda que o Brasil falha por não ter uma política de Estado permanente para a região amazônica.

“Uma das formas mais eficientes de manter as desigualdades sociais é não eliminar as desigualdades regionais.

O Brasil, um país continental, tem regiões tão díspares que é inacreditável que uma região, como a região amazônica, seja tratada em vários aspectos sempre como uma espécie de quintal do país”, disse Mozarildo, lembrando que a região Norte compreende 61% do território nacional e abriga 25 milhões de habitantes.

Mozarildo explicou que a iniciativa não obriga, apenas autoriza a União a construir mais um colégio.

Segundo o senador, há, no país, 12 colégios militares localizados em dez estados.

Apenas um deles fica na região Norte, em Manaus (AM).

Os estados do Rio Grande do Sul e Minas Gerias têm duas unidades cada um, salientou.

A matéria foi aprovada no Senado com emenda do então senador Tião Viana, que acrescenta a possibilidade de criação de outro colégio militar na capital do Acre, Rio Branco.

Mozarildo recordou que outros dois projetos de lei autorizativos de sua autoria foram aprovados por senadores e deputados e ajudaram a melhorar o estado de Roraima.

Os projetos autorizaram a criação da Escola Técnica Federal e da Universidade Federal de Roraima.

Atualmente, as duas instituições contribuem para o desenvolvimento social e econômico do estado, disse o senador.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Agência SenadoFoto: Lia de Paula/Agência Senado