Mozarildo critica ação da Polícia Federal na reserva Raposa Serra do Sol

PTB Notícias 6/04/2008, 18:04


O senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) classificou, na última sexta-feira (04/04), de “truculenta” a ação policial que está sendo levada à frente pela Polícia Federal na reserva indígena Raposa Serra do Sol (RR).

Para o senador, a PF, na ânsia de expulsar do local os moradores não-índios, “está causando um autêntico terror na região, pintando e bordando como se lá fosse um faroeste”.

Mozarildo lembrou que a demarcação da reserva, feita em 2005 pelo governo federal, deflagrou conflitos, pois os não-índios, como os cerca de 340 produtores de arroz – na sua maioria de famílias pobres, de acordo com o senador – foram obrigados a deixar a região.

Ao ler carta que endereçou ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Mozarildo Cavalcanti voltou a defender uma saída pacífica para o conflito, com a devida decisão judicial na qual fosse garantida uma demarcação de terras “correta e dosada” entre índios e não-índios.

Na carta, o senador também pede a imediata suspensão da operação policial e a assinatura de um decreto presidencial que prorrogue, até o final do ano, a retirada dos proprietários que estão na reserva.

Também reivindica a colocação em prática das recomendações feitas pela comissão temporária externa do Senado que defendeu a revisão das indenizações e o assentamento de famílias.

Mozarildo Cavalcanti solicitou, ainda, ao presidente Lula, entre outras providências, a assinatura de um decreto transferindo todas as terras do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) para o estado de Roraima.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações da Agência Senado)