Mozarildo critica corrupção em Roraima envolvendo terras públicas

PTB Notícias 10/09/2013, 19:22


O senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) criticou, nesta terça-feira (10/9/2013), o governo de Roraima que, segundo ele, estaria envolvido, juntamente com o Instituto de Terras de Roraima (Iteraima), em um esquema de compra, venda e registro ilícito de terras públicas no estado.

O senador lembrou que a transferência para o estado das terras que permaneceram em nome da União depois que Roraima deixou de ser território federal resultou de longa batalha, com o objetivo de regularizar e fazer a titulação a favor dos reais proprietários e lamentou a sucessão de atos de corrupção envolvendo essas terras.

Além da corrupção em torno da titulação de terras, Mozarildo criticou outras ações do governador, entre elas, o endividamento do estado com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e de outras instituições e a dilapidação do patrimônio do servidor estadual ao aplicar, de maneira equivocada, recursos do Instituto de Previdência do Estado de Roraima (IPER).

“O que vimos [durante visita no estado] foram cidades abandonadas, esburacadas e notícias de todo o tipo de corrupção praticada pelo atual governador do estado”, lamentou.

Hidrelétrica Rio CotingoMozarildo Cavalcanti voltou a defender a aprovação de projeto de sua autoria (Projeto de Decreto Legislativo 2540/2006, na Câmara dos Deputados) que autoriza a União a construir uma usina hidrelétrica no Rio Cotingo, em Roraima.

A área está dentro da Reserva Indígena Raposa-Serra do Sol, motivo pelo qual é necessária a autorização do Congresso.

O senador petebista disse que a medida é urgente porque a população do estado vem sofrendo frequentes apagões por causa de problemas no linhão que vem da Venezuela.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Agência SenadoFoto: Waldemir Barreto/Agência Senado