Mozarildo denuncia chantagem do governo para aprovação da CPMF

PTB Notícias 21/12/2007, 8:34


O senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) denunciou em Plenário, nesta quinta-feira (20/12), duas tentativas de chantagem que, segundo ele, teriam sido feitas pelo governo federal contra ele e contra o governador de Roraima Otomar de Souza Pinto, recentmente falecido, visando modificar sua disposição de votar contrariamente à prorrogação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

De acordo com Mozarildo, o governo teria marcado reunião com Otomar Pinto para propor-lhe a assinatura de um decreto de transferência da titularidade de terras da União para o estado de Roraima em troca de seu voto pela continuidade do tributo.

Mozarildo acusou também o Executivo de tentar condicionar a renovação da cessão de seu genro, procurador federal colocado à disposição do governo do estado de Roraima, a seu voto favorável à prorrogação da CPMF.

– Esse tipo de chantagem não cola comigo e temos que denunciar para que não se repitam esses episódios aqui – disse.

Falando sobre a possibilidade de retaliação por parte do governo com a não liberação de emendas, Mozarildo defendeu a aplicação de critérios impessoais para o atendimento de emendas parlamentares pelo Executivo.

Em apartes, os senadores Arthur Virgílio (PSDB-AM) e Kátia Abreu (DEM-T0) manifestaram seu apoio ao pronunciamento de Mozarildo.

fonte: Agência Senado