Mozarildo denuncia corrupção e pede fiscalização conjunta nas estradas

PTB Notícias 6/04/2011, 5:55


O senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) disse nesta terça-feira (05/04/2011) que durante a semana em que esteve no estado de Roraima, a BR-174 que liga Boa Vista a Manaus foi interditada por duas vezes devido a trabalho mal feito na sua construção.

Ele questionou quais seriam as razões para isso e chegou à conclusão de que não seria falta de dinheiro, pois de 2007 a 2010 o governo estadual recebeu R$ 683 milhões para serem utilizados nas estradas de Roraima e, desse total, a BR-174 recebeu R$ 370 milhões.

Mozarildo disse que vai reiterar pedido que já fez aos Ministérios Públicos Estadual e Federal (MPE e MPF), à Controladoria Geral da União (CGU) e ao Tribunal de Contas da União (TCU), que já identificou um sobrepreço de R$ 24 milhões nas obras da BR-174.

A Polícia Federal (PF) também já está acompanhando e investigando a obra que está sendo feita pelas empresas Delta Construções, Via Engenharia, Consórcio Seabra-Caleph e CMT.

– É preciso haver uma união de todos os órgãos fiscalizadores para acabar com essa brincadeira de ficar roubando o dinheiro [público] e a estrada que é a mais importante do meu estado fica nessa situação – afirmou.

O senador acrescentou que o mesmo está acontecendo com outras rodovias de Roraima.

Ele citou a BR-401, que liga Boa Vista à fronteira com a Guiana, e a BR-210, que liga um entroncamento da BR-174, em Novo Paraíso, à divisa com o Pará.

Segundo Mozarildo, não faltou dinheiro para nenhuma delas.

A BR-401 recebeu R$ 17 milhões; a BR-210 recebeu R$ 83 milhões; e a BR-432 recebeu R$ 21 milhões.

Agência Trabalhista de Notícias com Informações da Agência Senado