Mozarildo denuncia invasão do espaço aéreo brasileiro por venezuelanos

PTB Notícias 8/09/2007, 9:07


O senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) leu em Plenário, na última quinta-feira (6), notícia publicada no jornal Folha de Boa Vista, segundo a qual militares da Venezuela invadiram o espaço aéreo brasileiro e, inclusive, pousaram em uma aldeia indígena.

Esses militares estariam apoiando atividades de garimpo na região.

Mozarildo apresentou requerimento pedindo esclarecimentos aos ministros da Defesa, Nelson Jobim, e das Relações Exteriores, Celso Amorim.

Segundo o senador petebista, o fato teria ocorrido no dia 8 de agosto, mas só noticiado agora.

– Essa é uma notícia que considero gravíssima – disse Mozarildo, que fez um apelo à Mesa do Senado para que não a ignore.

O parlamentar do PTB de Roraima disse que os militares brasileiros que atuam na Serra do Surucucu e na região do Rio Auaris teriam sido informados e não tomaram nenhuma providência, de acordo com as lideranças yanomami, que manifestaram preocupação com a desatenção das autoridades.

O sobrevôo ilegal, conforme informou Mozarildo, foi presenciado por representantes do Ministério Público Federal e da Diocese de Roraima.

Mozarildo salientou que o general Raimundo Cerqueira Filho, chefe do Comando Militar da Amazônia já vinha fazendo um alerta para “o vazio de poder” na região e denunciando que a ausência do Estado na fronteira norte estava favorecendo a expansão do narcotráfico.

O parlamentar lembrou fato ocorrido em 2003, quando soldados venezuelanos invadiram a aldeia Poimopê, no alto Mucajaí, e intimidaram uma funcionária da organização Urihi Saúde Yanomami.

Nesse mesmo período, outro grupo venezuelano teria invadido um garimpo clandestino no Rio Catrimani e saqueado o acampamento.

O senador Heráclito Fortes (DEM-PI), presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) informou que, tão logo tomou conhecimento do assunto, nomeou uma comissão de três parlamentares para pedir providências ao ministro da Defesa, Nelson Jobim.

Heráclito aproveitou a ocasião para fazer um apelo a Jobim para recebê-los o mais rapidamente possível.

fonte: Agência Senado