Mozarildo elogia atuação da Comissão de Aeroportos da Região Amazônica

PTB Notícias 5/04/2007, 9:07


O senador Mozarildo Cavalcanti, do PTB de Roraima, homenageou, nesta quarta-feira (04) em Plenário a Comissão de Aeroportos da Região Amazônica (Comara), órgão da Força Aérea Brasileira (FAB) que, segundo ele, tem dado grande contribuição para diminuir o isolamento da Região Amazônica e de suas comunidades.

O órgão é responsável pela construção de uma ampla rede de apoio de pistas de pouso e pela construção, ampliação e modernização de aeroportos.

– A Comara surgiu de uma verdadeira necessidade nacional em uma região absolutamente desprovida de infra-estrutura, onde, através do maior e mais rápido meio de transporte, construiu uma grande rede de apoio de pistas e pousos – assinalou o parlamentar.

O senador acrescentou que a Comara, tendo nascido para atender a Região Amazônica, expandiu sua atuação para diversos estados do país, construindo, reformando e ampliando aeroportos e foi ainda além, executando obras em aeroportos na Colômbia.

– A comissão é o maior potencial logístico e o maior banco de dados sobre a melhor forma de implantação de qualquer infra-estrutura aeroportuária na região de maior dificuldade logística do planeta.

Nenhum outro país do mundo dispõe de organização militar tão especializada – disse o senador, que afirmou existirem no acervo da instituição “milhões de reais” em equipamentos prontos para serem utilizados na integração e defesa do território brasileiro.

Mozarildo salientou ser papel da União, previsto na Constituição, manter a FAB e o Correio Aéreo Nacional (CAM), tendo o primeiro sido extinto e reativado recentemente no governo Lula, ambos com a função de integrar a Região Amazônica.

– Assistir populações antes esquecidas e perpetuar a soberania nacional na área só foi possível graças aos meios aéreos – ressaltou o senador, que acrescentou ter sido essa a única presença governamental na região por longo período.

Mozarildo lembrou que os primeiros passos para a constituição da Comara foram dados em 1953, com a criação da Superintendência do Plano de Valorização Econômica da Amazônia (Spevea), transformada em Comissão Mista FAB-Spevea em 1955.

A Comara, acrescentou, surgiria em dezembro de 56, “com a missão de projetar e construir aeroportos na região, além de obras civis para as administrações federal e estadual.

fonte: Agência Senado