Mozarildo fala sobre Atlas Brasil Cantanhede, pioneiro de aviação civil

PTB Notícias 10/08/2011, 16:57


O senador Mozarildo Cavalcanti, do PTB de Roraima, falou, recentemente, sobre o aeroporto de Boa Vista, capital de seu estado, chamado de Aeroporto Internacional Atlas Brasil Cantanhede.

Atlas Brasil Cavalcanti, segundo o parlamentar petebista, foi um pioneiro na aviação civil na região amazônica, nos anos 50.

“Atlas Brasil Cantanhede foi um homem que prestou serviços inestimáveis e que morreu, digamos, amargurado, por não ter realizado seu sonho de ver a aviação no estado progredir como queria”, disse Mozarildo.

O senador explicou que, àquela época, o então território de Roraima encontrava-se quase isolado do restante do país.

Não havia ligação rodoviária e o transporte fluvial dependia do regime dos rios que cortam o território.

O surgimento da aviação civil facilitou o deslocamento entre as localidades distantes existentes naquela região do país.

“Atlas Brasil foi pioneiro na prestação desse serviço à população”, disse Mozarildo.

“Para que pudesse descer com seus aviões, em algumas localidades, ele abriu áreas de pouso, com as próprias mãos e com a ajuda de moradores, nas regiões de Mau, Cotingo, Tepequém, Contão, Uiramutã, Mutum, entre outras.

A sinalização era feita com lençóis estendidos, para informar ao piloto que se necessitava de apoio.

“Mozarildo Cavalcanti relatou também que Atlas Brasil Cantanhede foi eleito deputado federal, pelo território de Roraima, em 1966, tendo sido cassado pelo Ato Institucional nº 5, em 1968.

O antigo piloto morreu em um desastre aéreo no interior do estado do Amazonas, em 19 de fevereiro de 1973.

O senador ressaltou ainda que o aeroporto que agora leva o nome de Atlas Brasil Cantanhede foi erguido justamente sobre o antigo hangar da companhia pioneira desse piloto.

Agência Trabalhista de Notícias (FM e PB), com informações da Agência Senado