Mozarildo homenageia mães do país e da região da Serra do Sol

PTB Notícias 12/05/2009, 8:53


Ao discursar no Plenário nesta segunda-feira (11/5), o senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) voltou a criticar a demarcação de forma contínua da Reserva Indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima.

Ele homenageou todas as mães brasileiras pela passagem do seu dia e, em especial, as mães que residem naquela área.

Mozarildo disse que muitas mães tiveram que sair da área da reserva, em cumprimento à decisão do Supremo Tribunal Federal, que confirmou a demarcação da área de forma contínua e a retirada dos não-índios da região.

Ele acrescentou que outras mães, que ficaram na reserva, “tiveram que ver seus filhos saírem”.

– Essas mães foram vítimas de uma ação absurda do governo federal, um verdadeiro ato de diáspora, de desterro dessas pessoas, feito em pleno século 21 por um governo que se diz popular e a favor do trabalhador – afirmou Mozarildo.

O senador garantiu que, durante seu mandato, vai fiscalizar permanentemente a realidade da região e, em breve, apresentará relatório sobre a saída forçado dos não-indígenas.

Ele também voltou a criticar a atuação da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) em Roraima.

Mozarildo informou também que já foi criada a Associação dos Excluídos da Reserva Indígena Raposa Serra do Sol- Essa associação é que vai realmente acompanhar judicialmente, junto ao Ministério Público, junto às autoridades do estado, às autoridades federais, a situação dessas pessoas que foram de lá expulsas – informou.

Mozarildo acusou o Partido dos Trabalhadores (PT) de impedir a aprovação de proposta de emenda à Constituição ( (http://www.

senado.

gov.

br/sf/atividade/materia/detalhes.

asp?p_cod_mate=40375″ target=”_blank) PEC 38/99) de sua autoria que dá ao Senado Federal a competência privativa para aprovar ou não processos sobre demarcação de terras indígenas.