Mozarildo propõe ação urgente para melhorar distribuição de médicos

PTB Notícias 10/04/2012, 18:37


O senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) defendeu, nesta terça-feira (10/4/2012), em discurso no plenário, a implementação pelo governo federal de medidas urgentes para resolver o problema da concentração de médicos nas regiões mais desenvolvidas do país e da falta de profissionais nas regiões mais pobres.

Mozarildo ressaltou que existem atualmente no Brasil médicos em quantidade suficiente para atender todas as regiões.

Porém, devido, às condições precárias de trabalho, a grande maioria prefere exercer sua profissão nos grandes centros, explicou.

“Acontece que lá no município X, do interior, o médico vai e não tem condições de trabalhar.

Pois se for, vai se expor a trabalhar colocando em risco a vida dos pacientes.

Isso é um fato claro e notório que pode ser verificado em qualquer estado do país por quem quer que seja”, afirmou.

Mozarildo fez um apelo para que o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, busque dialogar com os parlamentares médicos do Congresso Nacional para analisar suas idéias sobre o problema, contidas em vários projetos de lei.

Ele sugeriu também a consolidação das proposições sobre o assunto como forma de agilizar sua tramitação.

Comentando a proposta recentemente debatida da validação de diplomas de médicos formados em países estrangeiros, como forma de aumentar o contingente de profissionais no país, Mozarildo se colocou contra a o reconhecimento automático.

Ele alertou para a necessidade de se assegurar a qualidade da formação desses profissionais.

“Não vamos resolver o problema, portanto, da falta de médicos abrindo as portas simplesmente para que qualquer médico tenha o seu diploma revalidado sem a devida cautela”, disse o petebista.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Agência SenadoFoto: Waldemir Barreto/Agência Senado