Na Câmara do Recife, Carlos Gueiros chama atenção para voto aberto

PTB Notícias 21/02/2014, 17:54


“Não pauto minha vida política pela imprensa ou pelo Senado e Câmara Federal, mas por minha consciência e compromisso com meu eleitorado.

Por isso, sou contrário ao voto aberto para Mesa Diretora e vetos do Executivo”, disse na terça-feira (18/2/2014), na Câmara do Recife, o vereador Carlos Gueiros (PTB-PE), em referência à votação realizada na segunda-feira (17) da emenda à Lei Orgânica, que instituiu o voto aberto.

A emenda recebeu 26 votos a favor e 2 contra.

Gueiros disse que fazia questão de voltar ao assunto porque se encontrava afastado por licença médica e não pôde votar, mas queria deixar registrado nos anais da Casa o fato de ser contrário.

“Não discordo da maioria e aceito a votação.

Mas lembro que o voto aberto não protege este poder de eventuais pressões.

“Ele disse que era solidário aos dois vereadores que votaram contra, lembrando que aqueles que votaram a favor um dia lembrarão de suas palavras.

Gueiros ressaltou que a eleição da Mesa Diretora da Casa e os vetos do Executivo não são de interesse do eleitor.

“Meu voto seria contrário para proteger o Poder Legislativo e a liberdade de escolha desta Casa.

“O vereador Raul Jungmann (PPS) louvou a atitude de Gueiros por trazer o assunto de volta quando não seria necessário.

Disse que também votou contra para preservar a soberania desse poder.

“A democracia tem seus núcleos duros e que não podem ser colocados em escrutínio popular, garantindo a legitimidade do poder.

Entendo que quando o regime se fechou o voto foi aberto e quando se abriu o voto foi fechado para proteger as escolhas dos parlamentares.

“Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Câmara Municipal do RecifeFoto: Câmara Municipal do Recife