Negociação não pode ser fechada, diz Coronel Queiroz sobre greve

PTB Notícias 1/07/2009, 9:08


O deputado Coronel Queiroz (PTB-GO) opinou nesta terça-feira, 30, sobre a greve dos policiais civis do Estado de Goiás, que já dura uma semana.

O secretário de Segurança Pública, Ernesto Roller, declarou que o ponto dos grevistas será cortado em obediência à decisão da Justiça, que cassou a liminar que conferia legalidade à greve.

Os policiais reivindicam pagamento de reposição salarial e subsídios.

A categoria alega que a resposta do governo não foi satisfatória, e ameaçou fechar todas delegacias e deixar de cumprir os 30% em serviço caso o ponto dos grevistas seja cortado.

Com experiência de 34 anos na área de segurança pública, Coronel Queiroz ressalta a importância da manutenção dos canais de negociação entre governo e sindicato.

“Os canais de negociação não podem ser fechados.

O diálogo é essencial”, justificou.

Para o deputado petebista, o sindicato dos policiais civis deve acatar as decisões da Justiça, mas não pode deixar de lutar por suas reivindicações.

“Na minha opinião, as reivindicações são justas, mas não podem ser tratadas com radicalismo.

Até porque o serviço prestado pela Polícia Civil é essencial à população”, concluiu.

* Agência Trabalhista de Notícias com informações da Assembleia Legislativa de Goiás