Nelson critica texto aprovado pelo Senado para o novo Código Florestal

PTB Notícias 21/03/2012, 13:22


O procurador-geral da Câmara, deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP), criticou nesta terça-feira, 21/03/2012, o texto aprovado pelo Senado para o novo Código Florestal (PL 1876/99).

A proposta ainda será analisada pelo Plenário da Câmara.

“Não é possível que, depois de 13 anos de trabalho na Câmara, só agora o Senado tenha encontrado a fórmula mágica para atender ao desafio de um novo Código Florestal moderno e eficaz.

O texto traz insegurança jurídica e econômica para o País”, afirmou Marquezelli.

Para o deputado, a votação do Código Florestal não é uma questão de Governo, mas de Estado.

“A agricultura brasileira não poderá sofrer solução de continuidade por força de desavisados e desinformados, adeptos do atraso econômico e social”, destacou.

Marquezelli avaliou que, da forma como está, o texto poderá prejudicar agricultores e consumidores.

Citando estimativa da Embrapa, ele disse que pelo menos 11,6 milhões de hectares deixariam de ser área produtiva.

Com isso, avaliou, “penalizadas serão as famílias de baixa renda, que não terão recursos para pagar os alimentos”.

Segundo Marquezelli, a instituição do novo marco legal florestal deve ser analisada com critérios justos, considerando o equilíbrio entre produção agrícola e respeito ao meio ambiente.

“Devemos esse marco histórico e econômico ao agricultor brasileiro.

” Ivana Souza – Agência Trabalhista de Notícias, com informações da assessoria de imprensa do deputado Nelson Marquezelli