Nelson Marquezelli defende implantação de carteira de trabalho eletrônica

PTB Notícias 3/06/2007, 11:33


O deputado Nelson Marquezelli, do PTB de São Paulo, leu no plenário da Câmara, nesta semana, um artigo escrito pelo ex-ministro do Trabalho e ex-presidente do Tribunal Superior do Trabalho, Ministro Almir Pazzianotto, sobre a necessidade da implantação da carteira de trabalho eletrônica, que, segundo o Deputado, é um dos pontos principais do projeto Nova Opção, que visa a modernização das relações capital e trabalho.

Segundo o artigo, entre a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) e o sistema informatizado de registro há um abismo tecnológico, que pode ser eliminado com a adoção de cartão magnético de identidade profissional, semelhante a outros que os trabalhadores utilizam com habitualidade, como é o caso do Cartão Cidadão, emitido pela Caixa Econômica Federal.

O artigo de Almir Pazzianotto também diz que a carteira de trabalho eletrônica traria um ganho significativo para os trabalhadores, pois desapareceria o risco da perda ou deterioração.

Para os empregadores a informatização do setor de recursos humanos também seria vantajosa, e resultaria em redução de custos com o registro e manuseio de papéis que muitas vezes não mais lhes dizem respeito.

Pazzianotto disse também que, se o governo do PT pretende dar modernidade à CLT, poderia principiar com a implantação da Carteira de Trabalho Eletrônica, como sucessora da ultrapassada Carteira de Trabalho e Previdência Social.

“Mais cristalino e lúcido que o artigo de um dos mais experientes homens do mundo do trabalho é impossível.

Nossa luta para a implantação da Nova Opção está engrandecida pelo apoio do Ministro Pazzianotto e temos a certeza que o Brasil estará dando um salto nas nossas relações trabalhistas.

Como Presidente da Comissão de Trabalho da Câmara dos Deputados só tenho que aplaudir a modernidade do pensamento do nosso Ministro Almir Pazzianotto”, finalizou Nelson Marquezelli.

Agência Trabalhista de Notícias