Nena Martins é a nova Secretária Extraordinária de Políticas Públicas para Mulheres de João Pessoa

PTB Notícias 12/01/2021, 8:30


Imagem

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena anunciou no dia 2 de janeiro, a jornalista Nena Martins, como titular da Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas para as Mulheres, na capital paraibana.

Nena assumiu o convite com muita alegria, ficou emocionada e grata a Deus, pela confiança do prefeito e dos deputados estadual, Wilson Filho (PTB/PB) e federal, Wilson Santiago (PTB/PB) e do PTB Mulher do Estado da Paraíba

A jornalista garantiu que não medirá esforços, para lutar pelos direitos das mulheres paraibanas como já luta há anos.

Desde 1998, Nena concorreu como candidata à deputada, com a mesma bandeira, em defesa da Mulher, no Estado.

Ela diz se sentir como uma agente da política da solidariedade, técnica, que realiza e está à frente de grandes conquistas.

Nena foi presidente do Conselho Estadual dos Direitos das Mulheres, por seis anos, administradora pública, radialista e apresentadora de televisão.

Por ser jornalista de renome, teve passagens pela TV O Norte, TV Cidade, Sistema Correio e diversas emissoras de rádio de toda Paraíba.

Como vereadora, dez anos mais tarde, na cidade de Conceição, em 2008, defendeu a assistência à saúde da mulher, com a educação através das políticas públicas, de prevenção ao câncer de mama, e câncer do colo do útero.

Jornalista militante

Desde 1990, todos os programas de rádio e televisão, na época, que a jornalista apresentou, como radialista, jornalista e apresentadora de televisão, já realizavam debates sobre violência doméstica. Nena já militava pelas causas das mulheres.

Com isso, ela incentivou através desses encontros, a denúncia em situações de agressões, para que essas mulheres pudessem ter uma assistência e um trabalho social e psicológico feito com elas.

Como jornalista, afirma, que “sempre esteve na luta pela defesa dos direitos da mulher”, defende.

Serviços da Secretaria da Mulher de João Pessoa

O “coração” da Secretaria é o Centro de Referência da Mulher Ednalva Bezerra, que é um espaço de acolhimento a essas mulheres, que sofreram maus tratos e violência doméstica e familiar.

Com atendimento local, essas mulheres são orientadas e encaminhadas à rede de profissionais diversos do centro, que conta com uma equipe especializada de psicólogas, assistentes sociais, advogadas, arquieducadoras e terapeutas holísticas.
Essas mulheres são avaliadas por essas profissionais e redirecionadas ao sócio assistencial.

Também é oferecido pela Secretaria o auxílio ao psicológico das vítimas, com o intuito de fortalecer a autoestima, através de escutas individuais, atividades em grupo e psicoterapia.

Além do serviço de 0800 no Centro de referência da Mulher Ednalva Bezerra, onde as mulheres podem contar com os serviços de atendimento.

A Secretaria Municipal também prevê para este ano a oferta de cursos profissionalizantes para mulheres carentes, vítimas de agressão, através da triagem, por meio de um cadastro feito pelo órgão. O intuito é reinserir estas mulheres no mercado de trabalho de João Pessoa.

Além dessas ações, o Jurídico acompanha os litígios junto à Segurança Pública e Justiça, além de prestar orientação processual sobre os direitos das mulheres, o acompanhamento de vítimas à delegacia da mulher, Defensoria, Juizado, e o devido monitoramento processual, via processo judicial eletrônico

Ronda Maria da Penha, uma conquista

O serviço visa monitorar o cumprimento de medidas protetivas expedidas pela Justiça paraibana. Trata-se de acompanhar a situação de cada caso, por meio de visitas periódicas às casas das mulheres. 

O Programa foi implantado em 11 de dezembro de 2017.

A ação é realizada por meio do termo de cooperação técnica entre o Tribunal de Justiça da Paraíba, a Prefeitura Municipal de João Pessoa, por intermédio da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres, do Juizado de Violência Doméstica e Familiar e da Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania.

Todos esses órgãos, por meio de um convênio, têm o objetivo de garantir o cumprimento das medidas protetivas de urgência, conforme prevê a lei 3.772/19.

A Ronda também acontece, quando é registrado pelas mulheres, casos de perseguição, por parte dos agressores, aos filhos, em escolas, ou em frente à residência.

Projetos da Secretaria da Mulher de João Pessoa

Para este ano, a secretária prevê novos projetos, de políticas públicas para mulheres, em parceria com movimentos da categoria, com Ministério Público, Tribunal de Justiça, secretarias do Estado, com governo estadual, delegacia da Mulher, entre outros órgãos.

Nena afirma que lutará por mais políticas de promoção de igualdade e de combate à violência contra as mulheres.

Foto/Reprodução