Nilton Capixaba analisa coligações em encontro do PTB em Cacoal (RO)

PTB Notícias 28/04/2014, 8:22


O deputado federal Nilton Capixaba (PTB) fez, na sexta-feira (25/4/2014), durante encontro do PTB de Rondônia, no plenário da Câmara Municipal de Cacoal, uma breve análise das possibilidades de coligação que o partido pode fechar para a disputa de 2014.

O encontro contou com a participação de vereadores, prefeitos, deputados estaduais e líderes do partido, além do advogado do PTB Nacional.

Segundo Capixaba, ele já conversou com os três prováveis pré-candidatos ao governo: Expedito Junior (PSDB), Padre Ton (PT) e Confúcio Moura (PMDB), mas admitiu que é cedo para afirmar com qual das três pré-candidaturas seria mais interessante.

“Precisamos escolher de cabeça fria uma coligação onde tenhamos chance de disputa e não participar como mero coadjuvantes”, comentou.

A conversa com todos os partidos continua aberta, mas cada grupo político continua em aberto.

O PSDB, por exemplo, já definiu o pré-candidato ao vice (Neodi Oliveira – PSDC) e o candidato ao Senado, que será Moreira Mendes (PSD).

O governador Confúcio Moura ainda não definiu o vice, vai apoiar Acir Gurgacz (PDT) para o Senado, mas já avisou que não coligará para deputado federal e estadual.

A terceira via que está sendo analisada é com o PT de Padre Ton, que estaria disposto a abrir mão do Senado e para a proporcional em troca da majoritária.

“Já conversei com o senador Ivo Cassol e com Padre Ton nos últimos dias e os dois acenaram com essa proposta”, comentou Capixaba, ao lembrar que o partido lançará oito candidatos a deputado estadual e quatro para federal.

O vereador Everaldo Fogaça, de Porto Velho, participou do encontro e comentou sobre a força do partido Estado e da possibilidade do partido em aumentar sua representatividade na Assembleia Legislativa e Câmara Federal.

“Temos uma boa nominata, mas temos que ser inteligentes e buscar uma coligação que esteja dentro de nossa realidade”, finalizou.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do portal O Observador Foto: Weliton Nunes