Nilton Capixaba denuncia frequentes interrupções de internet em Rondônia

PTB Notícias 3/05/2011, 6:51


As frequentes interrupções de internet em Rondônia têm se tornado rotina e causando sérios prejuízos à população, comerciantes, empresas de comunicação, proprietários de lan houses e órgãos públicos do estado.

A falta de respeito com os usuários do serviço em Rondônia foi denunciada na Câmara Federal pelo deputado Nilton Capixaba (PTB-RO).

O deputado lembrou que no dia 28 do mês de março, Rondônia ficou mais de 10 horas sem internet.

“Somente esse ano foram 4 interrupções que tiveram duração de mais de 5 horas.

Segundo se tem noticiado, a causa das quedas seriam rompimentos de cabos de fibra óptica na rede da operadora”.

A Oi Brasil Telecom é a empresa responsável pelo serviço de internet na região de Rondônia.

Ele disse que quando o usuário do serviço liga no número 103 14 para cobrar explicações, os atendentes não sabem informar o motivo da pane.

“No site eletrônico da empresa, nenhuma explicação sobre o assunto.

É como se a sociedade rondoniense não tivesse importância para a empresa”.

Nilton Capixaba lembrou que a empresa Oi possuía cerca de 62,2 milhões de clientes espalhados por todo o Brasil.

Deste total, 21,1 milhões estavam em telefonia fixa, 36,6 milhões em telefonia móvel e 4,3 milhões em banda larga fixa e 283 mil em TV por assinatura.

Entendo que a empresa deve uma explicação à sociedade rondoniense, que paga para ter um serviço de qualidade.

“Além de Rondônia, as constantes interrupções nos serviços de internet têm prejudicado também o estado vizinho do Acre, que recebe o serviço por meio de cabo de fibra óptica”.

O Ministério Público Federal (MPF) do Acre instaurou procedimento administrativo contra a empresa Oi para acompanhar a qualidade do serviço de telefonia e transmissão de dados oferecidos pela operadora.

Esse procedimento, foi motivado pelas interrupções no fornecimento do serviço, o que tem prejudicado também os consumidores, empresas e cidadãos que precisam de serviços on-line e tem sofrido prejuízos de todas as ordens com as falhas.

Para o deputado, a Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL) precisa acompanhar o caso de perto para evitar que a população rondoniense seja penalizada pelo serviço.

“Rondônia precisa de uma resposta rápida.

A ANATEL, que é o órgão de fiscalização, e a própria Oi devem assumir de fato compromissos com qualidade do serviço prestado à população rondoniense, sem a necessidade de adoção de outras medidas”.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal Rondo Notícias