Nilton Capixaba denuncia na Câmara ato de terrorismo contra madeireiros

PTB Notícias 30/04/2011, 9:49


O clima de terrorismo instalado em Rondônia por conta de atos praticados por policiais da Força Nacional de Segurança, Polícia Federal e Ibama, contra os madeireiros na região de Cacoal, Espigão do Oeste e Pimenta Bueno, foi denunciado na Câmara Federal pelo deputado federal Nilton Capixaba (PTB-RO).

Ao usar a tribuna nesta quinta-feira, 28/04, Capixaba disse que os empresários estão sendo tratados como criminosos.

“Os fiscais do Ibama entram nas empresas acompanhados de policiais com armamento pesado e aplicam multas aos madeireiros que variam de R$ 300 a R$ 1 milhão.

Muitas empresas estão fechando as portas e demitindo seus funcionários por conta dessa ação”, disse.

Por outro lado, segundo o deputado, os madeireiros disseram que não tem como pagar essas multas.

Ele pediu providência da presidente Dilma Rousseff, que interceda junto ao IBAMA e ao Ministério da Justiça.

“Não tem necessidade de mobilizar todo aparato policial para multar quem é responsável pela geração de emprego em Rondônia”.

Nilton Capixaba lembrou que recentemente Rondônia foi alvo da operação “Arco de Fogo”, deflagrada pelo IBAMA e Força Nacional de Segurança e que deixou rastro de destruição no Estado.

Várias madeireiras foram fechadas na região de Machadinho do Oeste, Cujubim e Ariquemes.

“Após essa operação, várias empresas foram obrigadas a fechar as portas.

Depois disso, o índice de assaltos e homicídios aumentou na região da Grande Ariquemes”, afirmou o deputado.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal Rondonotícias