Nogueira defendeu reajuste dos valores pagos aos laboratórios clínicos

PTB Notícias 19/03/2014, 20:16


Representantes dos laboratórios de análises clínicas que atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) cobraram nesta terça-feira (18/03/2014) o reajuste da tabela de procedimentos do SUS.

É com base nessa tabela que o governo paga os laboratórios pelos diversos exames realizados.

A tabela não é corrigida há 20 anos.

Ou seja, há duas décadas os laboratórios recebem os mesmos valores, por exemplo, pelo hemograma completo e pelos exames de urina e fezes.

O tema foi debatido em audiência pública realizada pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados, a pedido do deputado federal Ronaldo Nogueira (PTB-RS).

Durante o evento, o coordenador-geral dos Sistemas de Informação do Ministério da Saúde, Fábio da Fonseca, reconheceu que o valor pago para alguns procedimentos está defasado.

Na audiência, o deputado Ronaldo Nogueira defendeu o reajuste dos valores pagos pelo governo aos laboratórios de análises clínicas.

“Se não acontecer um reajuste, os laboratórios privados, principalmente as empresas familiares que atendem na faixa de 88% dos serviços ao SUS, irão fechar as suas portas.

Eles não têm condições de arcar com os custos operacionais hoje”, disse.

Ronaldo Nogueira pretende marcar uma reunião com representantes do Ministério da Saúde no início de maio para apresentar as demandas dos laboratórios de análises clínicas.

Além do reajuste de 100% da tabela do SUS, os laboratórios querem ser isentos de tributos sobre os serviços remunerados pela tabela e receber uma linha de crédito especial para aquisição de equipamentos.

Agência Trabalhista de Notícias (EM), com informações da Agência Câmara