“Os governadores não podem agir de forma ditatorial e sem atenção com quem gera empregos e renda”, diz Presidente Roberto Jefferson

PTB Notícias 2/03/2021, 14:27


Imagem

Após um ano, o cenário aparentemente quase nada se alterou. Um ano de crises e desenvolvimento de medidas para controlar não apenas as questões sanitárias, mas socioeconômicas para garantir o bem estar do povo brasileiro. 

Cidades e estados de todo o Brasil estão sendo encarceradas em lockdowns compulsórios com a justificativa de controlar a disseminação da Covid-19. A capital federal, Brasília, Araraquara, Roraima, Paraná, Santa Catarina, Bahia entre outras regiões do país tiveram seus comércios fechados e a circulação de pessoas controlada por um período que pode ser indeterminado. 

Entre as justificativas das governanças locais está a alta na ocupação dos leitos de UTI. Contudo, será um lockdown a solução para o controle de uma pandemia que perdura há um ano? Os secretários de saúde pedem o recrudescimento das medidas de distanciamento social. Em oposição, o Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal  manifestou-se, em nota divulgada na última segunda-feira (1°/03), que a medida “não salva vidas e faz os pobres muito mais pobres”.

O Brasil e o mundo se encontram imersos em perdas e prejuízos. Empresários adaptaram suas operações e investiram nos estabelecimentos para cumprir os protocolos de cuidados necessários tanto para funcionários quanto para clientes.

No último domingo, o Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, divulgou em seu Twitter um vídeo gravado por uma empresária brasiliense que critica a decisão do governador Ibaneis Rocha (MDB), do Distrito Federal, de adotar lockdown na cidade. A comerciante faz apelo: “Tivemos um ano difícil e agora que estamos alavancando novamente o senhor vem e fecha tudo. Não faça isso governador, precisamos trabalhar”.

O Presidente Nacional do PTB, Roberto Jefferson, se pronunciou sobre a medida. Jefferson compartilhou em sua rede social um vídeo de uma manifestação realizada, no último domingo (28/02), em Brasília, contra o decreto. “Os governadores não podem agir de forma ditatorial e sem atenção com quem gera empregos e renda”, afirmou na publicação.

A Vice-Presidente Nacional do PTB, Graciela Nienov, também se manifestou em seu perfil no Twitter onde utilizou de um meme para ilustrar a real situação da aglomeração desencadeada pela imposição do horário reduzido. “Associações comerciais há tempos afirmam: reduzir o funcionamento das atividades faz com que as aglomerações aumentem”, relatou a vice-presidente.

https://twitter.com/NienovGraciela/status/1365699524807827456