Osvaldo Sobrinho destaca importância da diplomacia parlamentar brasileira

PTB Notícias 27/10/2009, 18:04


Primeiro senador a discursar na sessão deliberativa desta terça-feira (27/10), Osvaldo Sobrinho (PTB-MT) chamou a atenção para a importância da diplomacia parlamentar brasileira.

Ele fez referência especial à Assembleia Parlamentar Euro-Latino-Americana (Eurolat) para destacar a abrangência das relações internacionais que têm como protagonistas parlamentares brasileiros.

– Diante da crescente influência que o continente latino-americano adquire em face das demais regiões do planeta, a existência e o funcionamento de uma assembleia como a Eurolat é a demonstração cabal de que saímos de papel de coadjuvantes para protagonistas no cenário internacional – afirmou.

A Eurolat, explicou o senador, é uma assembleia parlamentar, paritária e multilateral, composta por 150 membros: 75 indicados pelo Parlamento Europeu e 75 provenientes do Parlamento Latino-Americano (Parlatino), do Parlamento Andino (Parlandino), do Parlamento Centro-Americano (Parlacen) e do Parlamento do Mercosul (Parlasul).

Os congressos do Chile e do México também são representados.

Criada em 2006, informou Osvaldo Sobrinho, a Eurolat, é um desdobramento da chamada Associação Estratégica Birregional entre a União Européia e a América Latina, criada em 1999.

Nas próximos dias 29 e 30 de outubro, a entidade realiza, no Panamá, a segunda reunião depois de sua fundação.

De acordo com o senador, que vai participar do encontro, serão discutidos temas como a proteção da democracia, política externa, governabilidade, integração regional e birregional, paz e preservação dos direitos fundamentais humanos, além de questões econômicas, financeiras e comerciais.

Para Osvaldo Sobrinho, a participação de parlamentares do Brasil em entidades como a Eurolat ressalta a “importância da diplomacia parlamentar brasileira nesse processo de integração latino-americana e na marcha dessa interlocução com nossos parceiros europeus, que hoje, firme e gradualmente, consolida-se”.

– O Brasil, em sua posição de liderança natural no continente, deve se posicionar firmemente a favor do bom funcionamento da Eurolat e levar para suas discussões os importantes temas que interessam às Américas em face da Comunidade Europeia – declarou.

A Eurolat tem três comissões temáticas principais: as Comissões de Assuntos Políticos, Segurança e Direitos Humanos; a de Assuntos Econômicos, Financeiros e Comerciais; e a de Assuntos Sociais, Intercâmbios Humanos, Meio Ambiente e Educação e Cultura.

– Com voz ativa junto às comissões da Eurolat, o Brasil, por meio de seus representantes no Parlatino, dispõe-se a construir pontes cada vez mais sólidas, nas tratativas de interesse estratégico birregional – afirmou Osvaldo Sobrinho.

O senador registrou ainda que os dois representantes brasileiros na Eurolat são o senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) e o deputado federal Eduardo Barbosa (PSDB-MG), ambos como membros do Parlatino.

Entretanto, na reunião que acontecerá no Panamá, Osvaldo Sobrinho representará o Senado Federal no lugar de Azeredo.

Fonte: Agência Senado