Osvaldo Sobrinho diz que regras ambientais prejudicam produtores

PTB Notícias 11/09/2009, 12:26


Mesmo reconhecendo sua felicidade por estar no Senado representando o estado do Mato Grosso, o senador Oswaldo Sobrinho (PTB-MT) manifestou nesta quinta-feira (10/9) inconformismo com a forma como o governo federal, por meio de mudanças na legislação ambiental, trataria os produtores rurais de seu estado e de outros estados do Centro-Oeste.

Para o parlamentar, não é justo que um estado que esteja contribuindo tanto para o desenvolvimento do Brasil, principalmente pela elevada produtividade rural que apresenta, não receba o tratamento adequado das autoridades.

– Se hoje os estados do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul são estados fortes, isto se deveu a pessoas que acreditaram nesses estados e nas promessas e estímulos dados pelo governo para que os empresários e agropecuaristas lá se instalassem – afirmou o senador.

Ao narrar parte da saga dos pioneiros que foram para uma região erma e desprovida de infraestrutura, Sobrinho observou que, passados 20 anos, o estado de Mato Grosso se tornou um dos maiores produtores rurais do país, liderando a plantação de algodão, soja e a produção de carne.

– Criamos um dos estados mais fortes do país, transformando uma região de cerrado em área produtiva, que hoje é um celeiro para o mundo e tem condições de crescer muito mais, se obtiver apoio.

Mas hoje, esses agropecuaristas que acreditaram no chamamento do governo e na potencialidade do estado estão sendo penalizados por uma política ambiental que somente permite o desmatamento de 20% de suas propriedades – afirmou.

O senador disse também que os empresários do campo de Mato Grosso não conseguem obter crédito de bancos por conta das novas legislações que, em sua opinião, retroagiram para prejudicar os agropecuaristas.

Ele lamentou ainda mais a situação ao apontar as vidas perdidas no processo de desenvolvimento da região.

Em aparte, a senadora Lúcia Vânia (PSDB-GO) concordou com o senador, afirmando que os moradores do Centro-Oeste comungam do mesmo sentimento de injustiça.

Ela destacou a grande produtividade dos estados da região, lembrando também a luta e perseverança dos agropecuaristas que aceitaram o desafio de se instalar nesses estados isolados no passado e hoje sofrem restrições com a mudança da lei.

Também o senador Sérgio Zambiasi (PTB-RS) apoiou a manifestação de Sobrinho, dizendo que as reclamações do orador poderiam ser estendidas à situação dos agricultores e pecuaristas do Rio Grande do Sul.

fonte: Agência Senado