Pagura assume Secretaria e fala sobre construção de estádio para Copa

PTB Notícias 6/01/2011, 12:04


O novo secretário estadual de Esporte, Lazer e Juventude do governo de São Paulo, o petebista Jorge Roberto Pagura, afirmou nesta quarta-feira (05/1), após tomar posse no cargo, que o governo de Geraldo Alckmin vai manter a postura da gestão anterior de não investir diretamente em estádios para a Copa do Mundo em 2014.

Embora acredite que o Corinthians terá condições da fazer o investimento necessário para garantir a construção do estádio em Itaquera, o secretário ressaltou que está disposto, caso essa alternativa não dê certo, “a buscar qualquer lugar” para garantir a abertura da Copa do Mundo em São Paulo.

“O presidente do Corinthians tem mostrado uma administração bastante eficiente, mas sem dúvida nenhuma vai caber ao nosso governador Geraldo Alckmin conversar com o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Confederação Paulista de Futebol (FPF) e Corinthians para realmente ter essas garantias.

O que nós queremos é a Copa do Mundo aqui.

Tenho a certeza de que nós vamos fazer no Itaquerão.

Se houver algum problema, nós vamos buscar qualquer lugar e vamos fazer a abertura em São Paulo”, afirmou Pagura.

O secretário disse que ele próprio confia e que o governo estadual conta com a abertura no Itaquerão, mas reiterou que pode buscar alternativas.

“É logico que o governo, se houver algum problema, vai trabalhar para trazer a Copa para São Paulo de qualquer maneira, mas hoje, no momento, o que temos de realidade para sediar a abertura da Copa do Mundo é o estádio do Corinthians em Itaquera.

O governo está disposto a ajudar com toda a infraestrutura para que isso ocorra.

“Pagura afirmou que a gestão Alckmin está disposta a garantir todos os investimentos em infraestrutura para garantir o acesso dos torcedores ao estádio.

“O governo vai participar de toda a infraestrutura necessária para realização da Copa do Mundo: aeroportos, metrô , transportes, segurança.

Temos a isenção para as construções da Copa.

Só não vamos colocar dinheiro em arena”, afirmou.

fonte: site G1 SP