Para Coronel Queiroz, mulheres não precisam de cota na política

PTB Notícias 17/03/2009, 10:17


A iniciativa da ministra da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, Nilcéa Freire, de criar um grupo para estudar a legislação de cotas para as mulheres na política é inócua, na opinião do deputado Coronel Queiroz (PTB).

Segundo o parlamentar, da mesma forma que não se pode impedir a participação da mulher na política, também não se pode obrigá-la.

“A participação da mulher, tanto na política, quanto em outras áreas, é um processo natural e inevitável.

Hoje, temos sete deputadas na Assembleia.

Amanhã, poderemos ter apenas sete homens na Casa”, argumentou o parlamentar.

O deputado considera que a existência de cotas na política é uma medida discriminatória, pois as mulheres têm todas as condições de se destacar na política por seus próprios méritos e competência.

“Podemos comprovar este fato observando nomes que se destacam no cenário político nacional, como a ministra Dilma Roussef, a presidente do Partido Socialismo e Liberdade (PSol), Heloísa Helena, a deputada federal Raquel Teixeira (PSDB-GO) e a senadora Lúcia Vânia (PSDB-GO)”, afirmou.

* Agência Trabalhista de Notícias com informações da Assembleia Legislativa de Goiás