Para Jefferson, além da Abin, governo do PT tem outra agência: a Abosta

PTB Notícias 26/03/2008, 17:25


Após circularem na imprensa nacional denúncias sobre a montagem de um dossiê, dentro do Palácio do Planalto, sobre gastos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso no 1° e 2° mandatos, o Presidente Nacional do PTB, Roberto Jefferson, identificou a existência de mais uma agência de “inteligência” do governo petista além da Abin: a Abosta, a Agência de Boatos do PT.

Leia abaixo o comentário do Presidente do PTB:”Abosta”, a agência do PTCaiu em poucas horas a versão do Planalto negando a existência de um dossiê com gastos do governo tucano.

O mensageiro da tentativa de explicação, ministro Tarso Genro (Justiça), tentou justificar o injustificável: o trabalho foi “feito pela Casa Civil, a pedido do Tribunal de Contas da União”.

Faltou combinar com o TCU, que, em seguida, negou qualquer pedido de informações da base de dados do Planalto.

Podem negar à vontade, mas eu conheço a manobra, pois já fui vítima dela.

Falsas informações montadas contra mim partiram da mesma Casa Civil, então comandada por Zé Dirceu.

Na época, pensei que o dossiê teria sido obra da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), mas, com o tempo, percebi que foram os aloprados do PT.

Fizeram contra mim, e deu no mensalão; contra o Serra e, agora, com FHC.

Tenho certeza: não foi a Abin, mas a “Abosta”, a agência de (des) inteligência do PT, que sempre faz m.

.

.

Nota de esclarecimento: Abosta – Agência de Boatos do PT.

Abosta 2 A Agência de Boatos do PT continua a fazer m.

.

.

A CPI dos Cartões já caminhava para o ocaso quando a turma reinventou a velha prática do dossiê, desta vez contra FHC.

Que, calculadamente, ressuscitou a CPI injetando-lhe oxigênio na forma de uma carta que autoriza a quebra de sigilo de seus gastos e de dona Ruth no período em que ocupou a Presidência.

Refeita, a oposição pressiona para que Lula e dona Marisa façam o mesmo.

Resistirá o casal petista à luz do sol ou o Planalto insistirá na obscurantista tese de ameaça à segurança nacional?